quarta-feira, 22 de julho de 2015

Antes de morrer, jovem morto no CEM-PI escreveu carta para mãe

Na carta, Gleison da Silva, 17 anos, pede perdão à mãe e agradece amor. Elizabeth Vieira recebeu texto antes da transferência do filho para o CEM



Gleison Vieira da Silva, 17 anos, espancado até a morte dentro do Centro Educacional Masculino (CEM), escreveu uma carta para sua mãe dois dias antes de morrer. No texto, o filho pede à mãe que ela o perdoe pelo que ele fez, agradece seu amor, diz que não vai esquecê-la e encerra dizendo para ela ficar com Deus.

O adolescente inicia a carta dizendo que sente muita falta de Elizabeth Vieira, em seguida pede perdão, mas não chega a mencionar o crime. Gleison Vieira e mais três adolescentes foram condenados pelo estupro coletivo que aconteceu em Castelo do Piauí, em maio deste ano.

“Mãe eu situ muita sua fauta eu que ru qui você mi perdoi pelo qui eu fis eu sei que deus mi perduo agora eu queru seu perdão. discupa mãe eu não tesidu umfilhu qui você sepri quis mai eu queru qui você saiba qui você nuca vai sai da mia menti e nu dumecoração (sic)”, escreveu o rapaz.

Elizabeth Vieira recebeu a carta durante uma visita que fez ao filho quando ele ainda estava no Centro de Internação Provisória (CEIP), antes da transferência para o CEM.. Segundo a mãe do rapaz, dois dias após receber a carta, o filho foi espancado e faleceu dentro do alojamento.

Em outro trecho da carta, o adolescente pede para que a mãe não o esqueça e se desculpa por não ter recompensado o ela fez por ele.

“Mãe eu pesu qui você lebri qui teu filho qui ti ama muitu, eu sei que nuca recompencei uqui você fez purmi iqui cotinua fazedu obrigada purtesidu uma mãe tau boa.Eu agradesu a deus por você comigo eu nuca vou isquese di você nei damia vovo i ne dumeu patrastu”(sic).

O rapaz se despede pedindo para a mãe para ficar com Deus e no envelope chega a pedir que ela guarde o bilhete durante os três anos em que cumpriria a medida socioeducativa.
Gleison da Silva se despede da mãe e diz pra ela ficar com Deus (Foto: Ronaldo Mota)

Investigação
Um inquérito policial foi aberto para investigar a morte de Gleison da Silva. A titular da delegacia do Menor Infrator, Thaís Paz, já ouviu o depoimento dos adolescentes suspeitos de assassinar o jovem dentro do alojamento do Centro Educacional Masculino.

Conforme a delegada, os menores assumiram a autoria do crime e relataram que mataram o rapaz porque ele teria revelado à polícia o nome dos suspeitos de participar do estupro coletivo.

Além dos suspeitos, a delegada também ouviu três adolescentes que teriam presenciado o espancamento, mas com medo de represálias, os garotos não revelaram o que viram na noite do crime.

Após a morte de Gleison, os outros três menores culpados pelo estupro coletivo foram retirados do CEM e agora permanecem no Centro de Internação Provisória (Ceip).

Superlotação
Após determinar a transferência dos três adolescentes acusados de estupro para o Centro de Internação Provisória (Ceip), o juiz Antônio Lopes, da 2ª Vara da Infância e Juventude da capital, falou sobre a dificuldade de encontrar vagas nas unidades socioeducativas no Piauí.

"Não vou deixar de sentenciar nenhum adolescente por falta de vaga do estado. O judiciário julga e quem deve manter estes menores é o executivo. Se o estado é inoperante, o problema não é meu", frisou.

De acordo com ele, os menores ficarão em celas separadas no Centro até que o estado providencie um local definitivo.

Afastamento de diretoria
A direção do Centro Educacional Masculino em Teresina (CEM) foi afastada na segunda-feira (20). A saída dos gestores acontece três dias após a morte do adolescente Gleison Vieira da Silva.

Foram afastados o coordenador do CEM, Marivaldo Viana, o gerente de Internação da secretaria, Francisco Herbert da Cruz, e o diretor da Unidade Socioeducativa da pasta, Anderlly Lopes. O atual coordenador do Centro Educacional de Internação Provisória (CEIP), Emerson de Oliveira, deixará a pasta para assumir a coordenação do CEM, de forma interina. Já a direção da Unidade Socioeducativa da Sasc será de responsabilidade do capitão Anselmo Portela.



Fonte: JL/G1PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...