sexta-feira, 24 de julho de 2015

Enfermeiros iniciam greve e 11 hospitais têm atendimento reduzido

Greve atingiu Teresina, Bom Jesus, Floriano, Campo Maior e Parnaíba.
Enfermeiros e técnicos reivindicam o pagamento do reajuste do plantão extra.

Catarina Costa Do G1 PI
Servidores fizeram manifestação ao lado do Palácio de Karnak (Foto: Reprodução/TV Clube) 

Trabalhadores em enfermagem da rede estadual de Teresina, Bom Jesus, Floriano, Campo Maior e Parnaíba iniciaram na manhã desta quinta-feira (24) uma greve por tempo indeterminado. O movimento paralisou em 70% o atendimentos de 11 hospitais públicos do Piauí.

Em Teresina, os trabalhadores protestaram em frente ao Palácio de Karnak. Com cartazes, eles exigiram uma reunião com a governadora Margarete Coelho e o secretário de saúde Francisco Costa. A assessoria da Secretaria de Saúde confirmou uma reunião com representantes dos enfermeiros para resolver a situação.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Piauí (Senatepi), Francisco Alex, a principal reivindicação da categoria é o reajuste do plantão extra dos técnicos de R$ 55 para R$ 117 e dos enfermeiros de R$ 160 para R$ 260.

"Desde janeiro tentamos uma negociação com o governo, que prometeu o reajuste do plantão extra para junho e não cumpriu. Além disso,os trabalhadores exigem os pagamentos do adicional noturno, insalubridade e da GIMAS [Gratificação de Incentivo a Melhoria da Assistência à Saúde]", explicou.

Segundo o Senatepi, durante a greve os serviços ambulatoriais e cirurgias eletivas não serão realizados. Devem ser mantidos apenas os atendimentos nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), urgência e emergência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...