quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Empresário é preso por envolvimento com menor de 13 anos no litoral do PI


O homem é um empresário bastante conhecido em Luis Correia, e seria proprietário da “Barraca de Praia” no litoral. Um homem identificado como Gustavo Daher foi preso na manhã desta quinta-feira (13/08) na praia do Coqueiro, em Luís Correia, no litoral do Piauí, acusado de raptar uma menor de 13 anos há cerca de 10 dias. Segundo informações da Polícia Militar, a garota havia saído para um colégio em Parnaíba, quando teria sido levada pelo homem.
Segundo informações dos pais da garota, o acusado teria sequestrado a menina na porta de uma escola em Parnaíba e em seguida fugido para a praia do Coqueiro. Através do aplicativo de celular WhatsApp, os familiares descobriram aonde estava a garota e resolveram acionar a polícia. Uma guarnição da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTur) se deslocou até o local indicado e flagrou a adolescente com Gustavo.


"Recebemos a denúncia e nos deslocamos até a praia do Coqueiro, onde flagramos o Gustavo e a adolescente em um apartamento", disse o cabo Israel Fernandes, comandante da guarnição da CIPTur que esteve na ocorrência.


O pai da adolescente conta como tudo aconteceu. "Minha filha foi para o colégio e ele aproveitou para pegar ela. Ele já é acostumado a fazer isso. Até então não sabíamos de nada. Mas conseguimos localizar eles através do WhatsApp, chamamos a polícia e fomos lá buscar. Ela não nos relatou nada com relação a abuso sexual, mas eu acredito que ele tenha feito alguma coisa com ela devido o grande tempo que eles passaram juntos", afirmou o pai da adolescente, o mototaxista Francisco Pereira de Sousa.

O acusado foi conduzido inicialmente para a delegacia de Luís Correia, onde se apresentava bastante nervoso com a presença de uma equipe de reportagem. Em seguida, Gustavo Daher foi levado para a Central de Flagrantes de Parnaíba. Mais calmo, ele resolveu se defender diante das acusações.

"Há dez dias que ela está morando comigo. Ontem eu liguei para a mãe dela e disse que a garota estava bem. Ela me pediu ajuda e eu a levei para minha casa. A perícia vai provar que não fiz nada com ela", explicou o acusado.

O caso será investigado pela Polícia Civil e terá o acompanhamento do Conselho Tutelar de Parnaíba. “O homem é um empresário bastante conhecido em Luis Correia, e seria proprietário da “Barraca de Praia” no litoral”, disse o delegado Rodrigo Mello.


Nas redes sociais de Gustavo Daher, a Polícia Civil encontrou fotografias íntimas do acusado se beijando com a menor. Diante dos fatos, o delegado Rodrigo Mello Marinho autuou o mesmo no crime de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A do Código Penal Brasileiro. A pena é de 8 a 15 anos de prisão.


Fonte: meionorte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...