terça-feira, 11 de agosto de 2015

Governador do Piauí inaugura primeira escola militar do Estado

As disciplinas estudadas seguirão os parâmetros curriculares adotados pelo Ministério da Educação
O governador Wellington Dias participou, na manhã desta terça-feira (11), da inauguração da Escola Estadual de Educação de Tempo Integral Governador Dirceu Mendes Arcoverde, primeira escola militar no Piauí. A unidade possui 14 salas de aula e atende a 500 alunos do ensino médio e 100 alunos do ensino profissionalizante.

Na oportunidade, o governador garantiu que a intenção é fazer um mapeamento de locais para a implantação de outras escolas militares em Teresina e no interior do estado. “Será feito um estudo para identificar as regiões com índices de violência mais elevado, de acordo com os dados apontados pelo Pelotão Escolar. Estudaremos, então, a implantação de escolas nesses locais”, frisou o gestor.

Wellington destacou que as disciplinas estudadas seguirão os parâmetros curriculares adotados pelo Ministério da Educação para o ensino médio e os alunos terão aulas voltadas a temas específicos como cidadania e disciplina. O chefe do executivo estadual acrescentou que o Estado está otimizando os investimentos na educação, a fim de promover um ensino inclusivo, alcançando a meta de ter mais de 300 mil alunos em salas de aula. “A educação tem que chegar a todos os cantos do Piauí”, acrescentou Dias.

Durante a inauguração, a Secretaria da Educação (Seduc) lançou o Mobieduca.me, aplicativo para celular em que os pais de alunos podem ter acesso aos dados escolares dos seus filhos, como notas e frequência escolar. A secretária Rejane Dias explicou que o objetivo do aplicativo é melhorar a qualidade do ensino, integrando pais, alunos e escola, a fim de promover uma educação integrada. 


Rejane Dias afirmou ainda que a parceria da Seduc com a Polícia Militar tem sido positiva. “Reduzimos significativamente os índices de violência nas escolas com o Pelotão Escolar e o policiamento nas escolas. A disciplina e os princípios da civilidade da PM são exemplos que queremos levar aos nossos alunos”, garantiu a secretária.

Segundo a tenente Ana Cristina Sousa, diretora da escola, os professores serão civis e a implantação da escola é um projeto piloto, baseado em experiências de capitais como Fortaleza (CE). “Não temos casos de violência na Dirceu Arcoverde, que já vem sendo administrada por militares e onde começamos a implantar um regime baseado nas escolas militares. O mesmo acontece nas unidades dos outros estados que foram visitadas por nós”, garantiu a tenente. A diretora acrescentou que uma escola militar modifica o contexto de toda a região ao redor e que os índices de violência caem consideravelmente.

Em breve, a Seduc vai anunciar o calendário do processo de seleção de alunos para o ano de 2016. Serão 30% das vagas destinadas aos dependentes de militares que conseguirem a pontuação necessária nas provas classificatórias. As restantes serão destinadas aos estudantes da comunidade que também atingirem o número de pontos necessários para conquistarem as vagas.



Fonte: JL/CCcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...