domingo, 30 de agosto de 2015

MPE terá dificuldades para fiscalizar eleições municipais

Procurador Cleandro Moura disse que não pode fazer as nomeações porque está com o orçamento apertado

O procurador-geral de Justiça, Cleandro Moura, revelou que o Ministério Público vai ter dificuldades para fiscalizar as eleições municipais. Segundo o procurador, existem 55 comarcas vagas sem promotor, e o MPE não tem estrutura e nem recursos para contratar pessoal. Para tentar solucionar o problema, Cleandro Moura determinou um levantamento do número de promotores que podem ser rema-nejados da capital para o interior no período eleitoral.
O orçamento é apertado e tem necessidade de nomeação de novos promotores. "São mais de 55 promotorias vagas. O nosso orçamento, apesar de ter evoluído um pouco, estamos no limite dos gastos com pessoal, de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal. Temos o orçamento pequeno e temos que ampliar a receita corrente líquida do Estado. Se a receita não aumenta, não temos como aumentar os gastos com servidores", explicou o procurador.
Cleandro Moura demonstrou preocupação com a fiscalização do pleito. "Temos que nos desdobrar pra resolver isso. O orçamento é complicado. É ano de eleição. Estamos discutindo a situação. Vamos ver o que podemos fazer", comentou.
Ele apresentou como alternativa, neste primeiro momento, o remanejamento de pessoal da capital para o interior. "Vamos ter que deslocar de promotores. Mas precisamos ver o que podemos nomear de promotores e servidores. Essas nomeações são essenciais para a gente", assinalou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...