terça-feira, 29 de setembro de 2015

Janainna Marques se reune em Fortaleza com o DNOCS para tratar de adutora do Piauí

O orçamento inicial para obra é de R$ 27.110.000,00 (vinte e sete milhões e cento e dez mil reais), através do Ministério da Integração Nacional
A deputada estadual Janainna Marques (PTB) e atual secretária da Infaestrutura do Piauí (SEINFRA) se reuniu com o Diretor Geral do DNOCS, em Fortaleza (CE), Valter Gomes, para tratar do primeiro convênio da adutora do Sudeste, obra importante que levará água para várias cidades do sul do Piauí, entre as quais Padre Marcos, Caldeirão do Piauí, Marcolândia, Francisco Macedo, Belém do Piauí, Jaicós, Alegrete do Piauí, Vila Nova do Piauí, São Julião e Campo Grande do Piauí.

O orçamento inicial para obra é de R$ 27.110.000,00 (vinte e sete milhões e cento e dez mil reais), através do Ministério da Integração Nacional.

No encontro, Valter Gomes fez um levantamento para a secretária Janainna Marques sobre os projetos de segurança hídrica, irrigação e desenvolvimento regional em implantação no Estado do Piauí em relação à adutora e outras obras hídricas..

A última etapa da adutora do Sudeste, que solucionará a oferta de água nos dez municípios do semiárido já citados, sofreu adaptações no plano de trabalho porque a tubulação de PVC, prevista no projeto, foi substituída por ferro fundido, por recomendação técnica da Codevasf.

VANTAGENS, BENEFÍCIOS E RESULTADOS
· Impacto ambiental mínimo;

· Sustentabilidade de abastecimento, acima de 300 anos, sem danos ao aquífero;

· Água de excelente qualidade para consumo humano;

· Disponibilidade de 120 a 150L/habitante/dia. Hoje, com a seca, é somente 20L/habitante/dia,

assim mesmo, de qualidade duvidosa;

· Dispensa estação de tratamento, indo direto da adutora para o filtro e consumo;

· Abastecerá cerca de 50 municípios do Semiárido do Piauí, com aproximadamente 600.000

habitantes;

· Eliminará as doenças parasitárias de veiculação hídrica, especialmente, nos municípios com

elevado índice de mortalidade infantil que incomodam, inclusive os adultos;

· Desafogará os leitos, em hospitais públicos, pela eliminação de doenças parasitárias de

veiculação hídrica, que nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento ocupam cerca de  60% desses leitos.



Fonte: JL/por Renata Pinheiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...