domingo, 6 de setembro de 2015

O PIAUÍ TEM UM HERÓI: IZAEL ARAUJO

Izael Araújo
Postado por: Tropical Noticias
Raimundo Martins


Não é final da Copa do Mundo, muito menos o resultado de uma campanha eleitoral. Era apenas um programa televisivo da Rede Globo: O Caldeirão do Huck. Hoje, o Brasil parou para ver a luta de dois pequenos monstros, ou melhor dizendo,extraordinários mestres da língua portuguesa. 

A disputa entre dois jovens de cidades tão diferentes; um; da grande São Paulo; a maior metrópole das Américas, o outro, de uma pequenina cidade; cravada no Norte do estado do Piauí. A rodada iniciou com o Izael, o menino prodígio de Cocal dos Alves, de olhos grandes e arregalados. Como em todos os programas, ele parecia assustado, de barba mal feita, ou talvez seja os primeiros pelos que avultam no rosto do jovem adolescente.

Os olhos não paravam como fera em cativeiro, parecia querer escapar, fugir daquele momento. Mas é cabra macho, cabra da peste, piauiense, e a peixeira que usará neste duelo, nestes tempos modernos, é afiada; amolada com dicionário da língua portuguesa! A Soletração.

O nível das palavras é alto! A primeira palavra é abarognose, onde Izael responde com maestria. 

O duelo continua; persiste o empate. Num determinado momento, Luciano, pronuncia a palavra “ISOGLOSSA” que deverá ser respondida pelo piauiense, e pela fisionomia de Izael, nunca tinha ouvido aquela palavra. Olha para os lados como se pedisse socorro. Corre a língua pelos lábios enquanto os dedos se entrelaçam, transmite claramente nervosismo. Estaria ali,o fim do sonho de ser novamente campeão. O nosso “Davi” piauiense perderia para o “Golias” paulista? Izael não se intimida e responde de forma rápida. A resposta está correta! Segundo o professor. Izael não se contém, e abre um grande sorriso, parece não acreditar, ao tempo que leva a mão,com punho fechado à boca.

A platéia vibra, batem palmas, o que é contida pelo organizador do programa. Após o momento de euforia, o semblante se fecha; volta a concentração. O olhar continua como uma fera enjaulada. O apresentador por várias vezes deixava transparecer que torcia por São Paulo, elogiava por várias vezes o candidato paulista. Avisava sempre ao Dener Luís que não poderia errar, ou teríamos um campeão. Numa das palavras pronunciadas por Dener, Luciano o comparou de sua rapidez; e que o mesmo respondia, usando o termo “Ele sai rápido como mandioca”, não entendi bem o que o locutor tentou dizer,mas lembrando que da mandioca se faz farinha e é comida de nordestino.
Por último quadro, o programa resolveu sortear duas palavras. Quem acertasse, levaria o prêmio maior. Não houve grandes surpresas, pois os dois acertaram as respectivas palavras e galgaram o prêmio de cinquenta mil reais. Ao fim, nosso herói agradeceu a todos, mandou beijos para cinco meninas e para sua mãe.

Parabéns Izael, pois nós, cocalenses e cocalavenses, fazemos parte de uma mesma família, e a sua vitória é nossa! Espalhados pelo imenso país, milhares de nordestino comemoram o feito. Em Brasília, São Paulo,Minas e outros Estados foi decretado feriado. As famílias de milhares de nordestino pararam, nesta tarde de sábado, de frente a TV, só para comemorar a maior das vitórias; acompanhado de cerveja, carne e farinha de mandioca. Cabe lembrar , neste momento, o maior expoente da língua portuguesa, o nosso Machado de Assis, que na obra Quincas Borba, ele cita a frase “ao vencedor, as batatas” mas para nós, piauienses, ao vencedor, a mandioca; pois dela sustentamos o sonho de tantos outros Izaeis que vivem confinados nos rincões de pobreza de nosso território, mas com a mesma tenacidade de um cabra da peste, que acima de tudo é nordestino.



Edição de
João Passos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...