sábado, 10 de outubro de 2015

Homem que cometeu chacina em Madeiro é achado com ajuda da família e admite "ataque de ciúmes"

A Polícia Civil apresentou, na noite desta sexta-feira (9), o suspeito de cometer a chacina em Madeiro, onde 4 pessoas foram mortas. Manoel Elenilson Santos Sousa, 34 anos, foi localizado após 6 dias de buscas. Ele estava no município de Santa Quitéria, no Maranhão e foi preso com a ajuda de familiares.
O delegado Willame Morais Costa, coordenador da Gerência de Policiamento do Interior, informou que o suspeito confessou que foi um ataque de ciúmes e um excesso de raiva que levou a matar quatro pessoas, dentre elas sua mulher.
Segundo a polícia, na região onde aconteceu o crime foi surpresa por ele ser um rapaz considerado trabalhador e sem passagens pela polícia. A apresentação do suspeito ocorreu por volta das 18h40 na sede da Secretaria de Segurança com a presença do delegado geral Riedel Batista, além de Willame Morais e Maikon Kaestner, titular da Delegacia de Luzilândia.
O facão usado no crime, ainda com sangue das vítimas, foi apresentado à imprensa. A arma branca tinha ainda fios de cabelo. Ele estava algemado e todo tempo em silêncio.
Segundo o delegado Maikon, devido a grande repercussão e o clima de hostilidade, a família ajudou na localização dele por questões de segurança. "Foi um ataque de ciúmes. Ele perdeu a cabeça e ficou enlouquecido. Ele se mostrou arrependido, tanto que os familiares ajudaram a entregá-lo", afirmou o delegado Maikon.

A prisão teve o apoio do Grupo de Inteligência e o crime já foi dado como solucionado. O suspeito assumiu a autoria. "Ele não resistiu à prisão e se entregou tranquilamente", disse Willame Morais.

O delegado geral, Riedel Batista, disse que por questão de segurança o preso será levado para um distrito da capital e depois será entregue para a Secretaria de Justiça abriga-lo em um presídio.

A chacina de Madeiro foi a terceira ocorrida no Piauí em menos de um ano. No fim de outubro do ano passado, cinco pessoas foram assassinadas no fim em São Miguel do Tapuio, a 225 quilômetros de Teresina. Já em agosto deste ano, seis pessoas foram mortas em Alegrete do Piauí, a 380 quilômetros da capital.


fonte: tvcidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...