sexta-feira, 9 de outubro de 2015

No Piauí, jovem cria cerveja caseira que leva rapadura na composição

Pedro Henrique, 27 anos, há dois anos produz cervejas artesanais.
Hoje, 'jovem cervejeiro' quer transformar o hobby em uma minicervejaria.

Do G1 PI
Pedro Herique faz cervejas caseiras como hobby e quer transformá-lo em negócio (Foto: Fernando Brito/G1)

Um jovem piauiense apaixonado por cervejas resolveu transformar a paixão em hobby e passou a produzir a bebida de forma artesanal. Um dos sabores mais inusitados criados por Pedro Henrique Sousa Campos, 27 anos, leva um doce tipicamente nordestino: a rapadura.

A ideia, segundo ele, é aproveitar ingredientes locais. A bebida já teve boa aceição entre amigos e familiares, mas ainda está em fase de testes e provavelmente terá algumas adaptações.
'
Capivara Beer' faz sucesso entre os familiares e
amigos de Pedro (Foto: Fernando Brito/G1)

"A rapadura aumenta o álcool da cerveja e incrementa o sabor doce, que apesar da boa aceitação de quem já experimentou a cerveja, a receita da bebida ainda está em fase de testes e terá adaptações. Estou feliz com o resultado, porque o sabor é marcante. Usar a rapadura foi também uma forma de valorizar a cultura nordestina", explica Pedro.

Há quase dois anos produzindo cervejas caseiras no quintal de casa, o jornalista e funcionário público federal conta que já experimentou outros ingredientes para conferir um sabor personalizado às suas bebidas, entre eles, o abacaxi e a canela. Para isso, Pedro Henrique aprofundou os estudos sobre todo o processo de produção.

O processo produtivo e também criativo já fez com que Pedro começasse a pensar em uma cerveja especial para enfrentar os dias quentes em Teresina. Essa vai levar polpa de maracujá, que segundo o cervejeiro, é mais leve e refrescante.

A paixão por cerveja caseira é tamanha que ele quer transformar o hobby em negócio. Otimista com a evolução dos trabalhos, Pedro já fez a aquisição de equipamentos para aumentar a produção e com a compra de ingredientes, ele sonha um dia em ver a 'Capivara Beer'transformada em uma microcervejaria e abastecer bares e restaurantes no estado.
Pedro titulou as cervejas que cria como 'Capivara Beer' (Foto: Fernando Brito/G1)



Com investimento próprio, ele começou comprando equipamentos de pequeno porte. No início, foram gastos R$ 2 mil em instrumentos para produção. Na época, ele fazia cerca de 20 litros por lote. Hoje, já planejando transformar a ideia em negócio, Pedro começou a investir e gastou R$ 30 mil em equipamentos e tem maquinário para aumentar a produção para 300 litros por lote, uma média de 1,8 mil litros por mês.
Quem consome esse tipo de cerveja conhece de verdade o sabor porque ela possui um diferencial e que é trabalhada com mais cuidado e apuro."
Pedro Henrique Campos, 27 anos,
jornalista, servidor público e
cervejeiro por paixão

Com isso, o jornalista e funcionário público quer inserir o mercado de cerveja artesanal no estado como um diferencial.

"Quem consome esse tipo de cerveja conhece de verdade o sabor porque ela possui um diferencial e é trabalhada com mais cuidado e apuro. Diferente das grandes cervejarias que utilizam o arroz e o milho, nas cervejas caseiras você inova utilizando o malte e outros elementos com a aveia, o trigo, que conferem à bebida um sabor muito mais apurado", disse.

Processo de produção da cerveja
Para fazer uma cerveja caseira é necessário água, grãos de malte de cevada, lúpulo e fermento. O processo de cozimento dos grãos dura em média de seis a oito horas, tempo em que o açúcar da cerveja (maltose) é produzida para gerar o álcool. O líquido é filtrado e após esse processo, a cerveja fica entre sete e 10 dias em fermentação.
Jovem cervejeiro criou cerveja a base de rapadura,
abacaxi e canela (Foto: Fernando Brito/G1)

Depois de fermentada, a cerveja fica entre15 ou 20 dias para a maturação. Só depois desse processo que ela pode ser levada para o envase em garrafas ou em barris de chopp, pelo processo de refrigeração e por final, o consumo.

"Para aprender a fazer foi muita pesquisa, leitura e prática. Fazer uma cerveja é muito tranquilo, mas fazer a mesma cerveja, com o mesmo sabor, é muito complicado. Daí vem o padrão de qualidade do cervejeiro. Fazer a mesma cerveja depois de dois meses, por exemplo, tem todo um trabalho. E quando o cervejeiro consegue ter a capacidade de fazer a mesma cerveja, aí tem todo o reconhecimento, porque controla todo o processo", contou.

Cervejeiros no estado
Segundo a Associação dos Cervejeiros Artesanais do Piauí (Acerva), a cultura de cervejas caseiras no Piauí ainda é muito tímida. Em todo o estado, são apenas 15 cervejeiros entre aprendizes, entusiastas e produtores.

De acordo com o presidente da associação, Fernando Delgado, a associação preza pelo aprendizado dos produtores e o crescimento da cultura cervejeira no estado. Ele contou ainda que promove cursos e encontros para degustação de cervejas caseiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...