terça-feira, 6 de outubro de 2015

Prisão Ex-prefeito José Maria Monção é preso pela Polícia Civil

Segundo informações da delegada de Cocal, Daniela Dinalli, o ex-prefeito José Monção foi preso em sua residência por volta das 8 horas e já está sendo transferido para a Penitenciária de Altos.

O ex-prefeito José Maria da Silva Monção, foi preso na manhã desta terça-feira (6), na cidade de Cocal. A polícia cumpriu mandado de prisão expedido pelo juiz Carlos Augusto Arantes Júnior. O ex-gestor foi condenado ainda no ano de 2012 a dois anos e seis meses de reclusão por atraso na prestação de contas. 

No início deste mês o promotor Francisco Túlio Mendes ingressou com pedido de execução da pena contra o ex-prefeito já que a sentença havia transitado em julgado em agosto de 2014.

O juiz acatou o pedido do Ministério Público e determinou expedição do mandado de prisão contra José Maria Monção.
 José Maria Monção Segundo informações da delegada de Cocal, Daniela Dinalli, o ex-prefeito José Monção foi preso em sua residência por volta das 8 horas e já está sendo transferido para a Penitenciária de Altos.

“Ele foi preso em sua residência por volta das 8hrs, por uma equipe comanda por mim. Nós demos cumprimentos a um mandado de prisão expedido pelo juiz Carlos Augusto Arantes Júnior, da Comarca de Cocal. Ele já fez o exame de corpo e delito e já está sendo transferido para a penitenciária de Altos”, declarou a delegada em entrevista ao GP1.

Delegada Daniela Dinali Em entrevista ao GP1, o delegado geral Riedel Batista confirmou o cumprimento do mandado de prisão expedido pelo juiz da comarca de Cocal, Carlos Augusto Arantes Júnior, por crime de responsabilidade, com pena de 2 anos e 6 meses de reclusão. 




Julgamento no TRE

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), o ex-prefeito José Maria Monção e a ex-esposa Zélia Maria de Sena foram condenados por tentativa de fraude de documento público, quando em 22 de julho de 2010, o casal tentou fraudar o registro do livro de ata da Câmara Municipal de Cocal, com o objetivo de aprovar as contas de Zé Monção e garantir sua candidatura a deputado estadual naquele ano.

O TRE-PI determinou a pena de 2 anos de reclusão e multa de 18 salários-mínimos por dia ao ex-prefeito Zé Monção. Já a ex-esposa e atual presidente da Câmara de Vereadores de Cocal foi condenada a 2 anos e 4 meses de prisão e multa de 18 salários-mínimos. Ambos tiveram as penas convertidas em prestação de serviços à sociedade e a entidades públicas.

Operação Harpia

Essa não é a primeira prisão de José Monção. Ele já foi preso em 2009, pela Polícia Federal, durante a realização da Operação Harpia. Ele chegou a ficar 15 dias preso na Penitenciária Major César, acusado de participar do desvio de R$ 2,6 milhões de verbas do Fundeb. Na ocasião, ele havia sido preso na sua residência em Teresina.

Bloqueio de bens

Alvo de várias ações, em 2014 o juiz federal Leonardo Tavares deferiu liminar do Ministério Público Federal que pediu a indisponibilidade dos bens do ex-prefeito de Cocal, José Monção, no valor de R$ 885.374,34. 

O ex-prefeito foi acusado de receber recursos federais oriundos do Fundef/Fundeb e simular contratos de prestação de serviços, além de uma série de outras irregularidades.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...