sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Em Teresina, taxista reagiu a assalto e foi morto com 17 facadas

A Delegacia de Homicídios concluiu as investigações sobre a morte do taxista Pedro de Jesus Lima, 60 anos, assassinado com 17 facadas no pescoço no dia 27 de novembro. De acordo com delegado Francisco Barreta, a vítima reagiu a uma tentativa de assalto quando foi morta a 50 metros do 9º Batalhão da Polícia Militar, na Zona Norte de Teresina.

O suspeito de cometer o crime, um adolescente de 16 anos, chegou a dizer em seu primeiro depoimento que o taxista tinha sido morto porque ele era envolvido com o tráfico de drogas. Além disso, o jovem relatou ainda que mais duas pessoas teriam participado do assassinato.

Mas conforme o delegado, imagens do circuito de segurança de uma escola e do guardião eletrônico, ambos localizados próximos ao Parque Lagoas do Norte, local onde o taxista foi morto, comprovaram que o suspeito agiu sozinho.

“Vimos o momento em que ele entrou e saiu do carro. Em todas as imagens ele estava sozinho. Além disso, verificamos que as duas pessoas citadas como autoras do crime estavam presas naquele dia. Uma é um adolescente que se encontrava no Centro Educacional Masculino (CEM) e outro na Casa de Custódia. Confrontamos os depoimentos e ele confessou que estava sozinho e matou o taxista porque a vítima tentou tomar a faca após o anúncio do assalto”, afirmou Francisco Barreta.

Com a autoria do homicídio elucidada, o caso segue agora para a Delegacia do Menor Infrator, onde o adolescente será indiciado.



fonte: Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...