sábado, 19 de dezembro de 2015

INUSITADO: Professor acusa prefeito de Boa Hora de morder sua orelha

Professor disse que o prefeito já agrediu alunos durante uma festa de debutantes, há duas semanas e chegou a rasgar a roupa de um jovem
  
Professor faz acusações contra o prefeito da cidade

O professor de educação física Paulo José da Silva, 37 anos de idade, conhecido como PJ, da cidade de Boa Hora (150 km de Teresina), acusa o prefeito do município, Zé Resende de ter mordido sua orelha, durante uma festa de uma festa de colação de grau da Escola Cecília Coelho de Resende, realizada na noite de ontem, sexta-feira (18) no Ginásio Luiz Mamede.

O professor disse a reportagem do Em Foco que educadamente foi cumprimentar os membros da mesa de honra e ao se aproximar do prefeito, o mesmo pegou em sua mão, lhe puxou e começou a dizer no ouvido que ele [prefeito] era quem mandava em Boa Hora, que o professor não tinha votos e de repente acabou mordendo sua orelha. “Ele tava falando no meu ouvido e começou a me morder falando que ele é quem manda em Boa Hora. Que eu dei só 10 votos para o deputado Roberth Rios e que eu sou um ladrão, sem vergonha...”narrou a vítima.

PJ, que trabalhou como locutor na campanha do acusado, disse ainda que em outra festa de debutantes, há duas semanas, o prefeito já teria feito coisa parecida contra alunos, inclusive rasgando a camisa de um deles. PJ, falou que por conta do atraso salarial, não foi possível continuar trabalhando com Zé Resende.

O vereador Frank Ribeiro, da bancada de oposição, disse que o professor teria perguntado ao prefeito pelo seu salário que está atrasado há três meses, mas o professor negou essa versão em reportagem ao Em Foco.



A vítima registrou Boletim de Ocorrência na manhã deste sábado (19) na Delegacia de Barras. O Em Foco também falou com o plantonista Gustavo Oliveira que confirmou o registro do B.O. Segundo ele, o Escrivão Junior foi quem ouviu o professor. “Ele contou que “tava” em uma comemoração dos formandos e como professor foi cumprimentar a mesa e quando foi cumprimentar o prefeito pegou na mão já foi agredido com palavras e uma lesão na orelha esquerda” disse o Agente.


Segundo Gustavo, depois de registrado o B.O, o professor recebeu um requerimento da delegacia para realizar o exame de corpo de delito no Hospital de Barras e na segunda-feira deve voltar com o laudo da gravidade, que será anexado ao inquérito que vai ser aberto pelo delegado Marcelo Dias, que ainda será notificado do caso.



O OUTRO LADO

O Em Foco tentou falar com o prefeito Zé Resende por várias vezes. Em algumas ligações no telefone final 9414 chegou a chamar, mas ninguém atendeu. Em outros momentos não completou a ligação e caiu na caixa postal. O espaço fica aberto para o prefeito ou seus assessores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...