terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Presos por desvio de recursos do Ministério Público do PI são soltos

Dois foram soltos após pagamento de fiança no valor de R$ 8 mil.
Presos fraudavam abastecimentos para ficar com o dinheiro, diz polícia.

Ellyo TeixeiraDo G1 PI
Delegado Carlos César e o promotor João Malato (Foto: Ellyo Teixeira/G1)

O chefe de transporte do Ministério Público e um frentista presos na sexta-feira (15) pelo Grupo de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Grecco), pela suspeita de participação em um esquema de desvio de recursos com o cartão de abastecimento, foram soltos no sábado (16) um dia após a prisão.

Segundo o delegado Kleydson Ferreira, da Polícia Civil, ambos pagaram fiança no valor de R$ 8 mil e ganharam o direito de responder em liberdade. A fiança foi arbitrada pelo poder judiciário. “Existem crimes que são afiançáveis e nós só cumprimos a lei. Já alguns crimes, o delegado não pode arbitrar a fiança e cabe ao juiz e nesse caso foi o quer aconteceu”, revelou o delegado.

Além do chefe de transportes e do frentista, os policiais também prenderam a gerente do posto de gasolina onde foi desencadeada a operação. Segundo o promotor auxiliar da corregedoria do Ministério Público Estadual, João Malato Neto, o chefe dos transportes já foi afastado de suas funções até o final das investigações.

O promotor relatou ainda que as investigações continuam e que outras pessoas podem ter envolvimento com o desvio de dinheiro do MP. “As investigações estão bastante avançadas e podem ter mais gente que participava desse crime. A polícia está investigando e a qualquer momento mais pessoas podem ser presas”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...