terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Relatório aponta Teresina como a 30ª cidade mais violenta do mundo

Capital teve índice de homicídios de 42,64 para cada 100 mil habitantes.
Secretaria diz que numa perspectiva nacional houve redução nas taxas.

Patrícia AndradeDo G1 PI
Teresina é a 12ª cidade do Brasil com os piores índices (Foto: Yara Pinho)

Teresina ocupa a 30ª posição no ranking das cidades mais violentas do mundo, segundo um levantamento internacional divulgado na segunda-feira (25). Em 2015, a capital piauiense teve índice de homicídios de 42,64 para cada 100 mil habitantes.

A lista, divulgada anualmente pelo Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal, leva em conta o número de homicídios por 100 mil habitantes e inclui apenas cidades com 300 mil habitantes ou mais.

O Brasil é o país com o maior número de cidades entre as mais violentas do mundo, segundo a ONG mexicana. Das 50 cidades com maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes em 2015, 21 são brasileiras. Teresina é a 12ª com a pior taxa.

O estudo é feito com base em dados oficiais ou de fontes alternativas, como ONGs. Segundo o levantamento, foram registrados na capital piauiense 360 homicídios em 2015. No entanto, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) diz que o número são referentes ao que o estado classifica como Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). A secretaria diz que foram 331 homicídios, o que dá uma taxa de 38 para cada 100 habitantes.

“Existe uma série de dúvidas em relação à metodologia adotada para tabular esses dados. Uma delas é se usam o número de homicídios ou dos CVLI. Outro ponto é que se a pesquisa se propõe a ranquear as cidades por taxas deve adotar ou números oficiais ou não oficiais.
Também é preciso ver se adotaram número de vítimas ou de ocorrências, porque um não é igual ao outro”, disse o delegado João Marcelo, coordenador do Núcleo de Estatística da SSP.

Em 2014, a mesma pesquisa trazia Teresina como a 20ª mais violenta do mundo entre as que têm 300 mil habitantes. Em relação ao Brasil, a capital piauiense ocupava a sexta posição.

“Numa perspectiva nacional alcançamos redução nas taxas e em números absolutos”, falou João Marcelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...