quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Bandido que matou filho de desembargador é assassinado pela polícia do PI

Leonardo Lopes e mais três pessoas planejavam assaltar um caminhão de cerveja quando foram abordados pela polícia

U
ma operação na tarde desta terça-feira (23) resultou na morte de uma pessoa e a prisão de outras três na cidade de Campo Largo, no Norte do Piauí. O grupo planejava assaltar um caminhão de cervejas que estava fazendo a entrega da mercadoria na cidade. Ao perceberem a ação da polícia, os acusados atiraram contra os policiais.
De acordo com o Delegado Carlos César, Coordenador do Greco, um casal, Francisco Gilvan Rêgo dos Santos e Maria da Conceição Silva Cunha, que mora na cidade, passava todas as informações à Leonardo Lopes dos Santos e Antônio Marcos de Lima. Os dois estavam em uma motocicleta e se preparavam para a ação criminosa quando foram abordados pelos policiais.
Leonardo Lopes e Antônio Marcos reagiram e atiraram contra os agentes. No tiroteio, os dois foram baleados. Leonardo foi socorrido e levado para o hospital de Barras, mas não resistiu aos ferimentos.
Segundo o Coordenador, a intensão do grupo era levar tanto o dinheiro transportado pelo caminhoneiro quanto o valor que ele receberia, em espécie, do dono do comércio que comprou a mercadoria.
Leonardo Lopes já respondia por sete crimes, dois deles por estupro. Ele acusado de ter matado o filho do Desembargador José James, em 2006, durante um latrocínio. James Segundo foi atingindo com um tiro na cabeça quando Leonardo roubou seu veículo.
Antônio Marcos, mais conhecido como Ceará, possui três mandados de prisão em aberto por crimes cometidos no estado vizinho, um dos processos é por homicídio. Ele estava foragido no Piauí e possuía uma identidade falsa. Leonardo e Antônio moravam na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí.
O grupo também é acusado de um assalto no dia 11 deste mês contra outro caminhão de cervejaria na cidade de Matias Olímpio, vizinha a Campo Largo. Na ocasião, eles roubaram quase R$ 10 mil.
Os três acusados estão presos e vão responder por porte ilegal de arma, organização criminosa, receptação de produto roubado, falsificação de documentos, entre outros.




Fonte: JL/ODIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...