sexta-feira, 4 de março de 2016

Com Lula, petroleiros avisam: não haverá outro golpe no Brasil

Em nota, a Federação Única dos Petroleiros afirma que "a Operação Lava Jato ultrapassou todos os limites da legalidade"; falando em "circo montado em conjunto com a mídia, cujo objetivo é desconstruir a história de vida e a honra da maior liderança popular que o Brasil já teve", petroleiros asseguram que "o povo brasileiro já viveu as agruras de uma ditadura e não permitirá um outro golpe
A Federação Única dos Petroleiros (FUP) divulgou uma nota em que afirma que "a Operação Lava Jato ultrapassou todos os limites da legalidade" ao deflagrar a 24ª fase contra o ex-presidente Lula nesta sexta-feira, alvo de mandado de condução coercitiva.

Falando em "circo montado em conjunto com a mídia, cujo objetivo é desconstruir a história de vida e a honra da maior liderança popular que o Brasil já teve", os petroleiros asseguram que "o povo brasileiro já viveu as agruras de uma ditadura e não permitirá um outro golpe".

Abaixo, a íntegra:
Operação contra Lula é política

A operação da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira, 04, em articulação com a Rede Globo, coloca em xeque o Estado Democrático de Direito. Sem qualquer prova ou indício concreto que possa justificar o mandado de condução coercitiva contra o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a Operação Lava Jato ultrapassou todos os limites da legalidade.

Lula, sua esposa, filhos e noras estão sendo criminalizados pela Polícia Federal, num circo montado em conjunto com a mídia, cujo objetivo é desconstruir a história de vida e a honra da maior liderança popular que o Brasil já teve.

Essa operação judicial-midiática ocorre horas após um massacre de mais de 40 minutos do Jornal Nacional contra o ex-presidente Lula, com base em uma suposta delação que sequer foi homologada pela justiça. E pior: foi negada pelo próprio delator!

Não há uma única prova contra Lula e sua família. O objetivo desse circo é puramente político, com consequências graves para a democracia. O Brasil caminha a passos largos para um Estado de Exceção.

A FUP denuncia e repudia essa ação golpista e convoca os trabalhadores e a sociedade brasileira a reagirem.

Manifestamos nossa solidariedade e apoio ao ex-presidente Lula, à sua família e aos dirigentes e assessores do Instituto Lula, que foram alvo dessa operação política da Polícia Federal.

A hora agora é de transformar nossa indignação em luta. Não assistiremos calados a essas arbitrariedades. O povo brasileiro já viveu as agruras de uma ditadura e não permitirá um outro golpe.

Rio de Janeiro, 04 de março de 2016
Direção Colegiada da FUP



Fonte: JL/247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...