terça-feira, 29 de março de 2016

PMDB rompe com o governo em reunião relâmpago: 3 minutos

Além do afastamento pelo governo, moção aprovada prevê ainda a entrega de cargos ocupados pelo partido no governo federal

Em reunião relâmpago de apenas três minutos, o PMDB oficializou agora há pouco o desembarque do partido do governo Dilma Rousseff. Decisão foi tomada por aclamação, sem votação direta, em reunião liderada pelo vice-presidente da legenda, senador Romero Jucá (RR).

Além do afastamento pelo governo, moção aprovada prevê ainda a entrega de cargos ocupados pelo partido no governo federal. "A partir de hoje, ninguém ocupa mais cargo em nome do PMDB", disse Romero Jucá pouco após o anúncio.

Segundo o documento, será instalado processo no Conselho de Ética do partido contra filiados que permaneçam em cargos federais. A moção, no entanto, não prevê prazo para entrega dos cargos. Anúncio da aclamação foi acompanhado por gritos como "Brasil pra frente, Temer presidente" e até ataques contra o governo Dilma, como "Fora PT".

#RenunciaTemer

O vice-presidente Michel Temer (PMDB), que articulou aprovação da moção, não compareceu ao evento. Também não estava presente o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), tido como último "refúgio" do governismo no partido.

Logo após o anúncio do desembarque, a hashtag "#RenunciaTemer" se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter. A maioria critica postura do PMDB, mas outras mensagens lembram que o próprio PT lançou Temer em chapa com Dilma Rousseff.
Fonte: JL/Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...