terça-feira, 15 de março de 2016

Servidores da Educação decidem manter greve no Piauí

Durante audiência na manhã desta segunda-feira (14), a categoria não aceitou a proposta do governo de parcelamento do aumento salarial.

Os professores da rede pública decidiram nesta segunda-feira (14), após uma audiência com o secretário de administração, Franzé Silva, manter a greve em todo estado do Piauí, iniciada no dia 15 de fevereiro deste ano.

De acordo com Odeni Silva, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Piauí (Sinte), a categoria não aceitou a proposta do governo de parcelamento do aumento salarial e lamentou a atitude de punir os trabalhadores.
  1Professora Odeni(Imagem:Lucas Dias/GP1) 
Professora Odeni
“O governo trouxe a proposta de parcelamento em três vezes, em janeiro, agosto e novembro, quando já tinha apresentado uma proposta de parcelamento de janeiro e outubro. Nós não podemos aceitar essa atitude do governo em querer punir o trabalhador da educação, os funcionários e os professores. Nós não temos acordo e nem aceitamos os argumentos colocados pelo estado”, garantiu a presidente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...