segunda-feira, 25 de abril de 2016

A saúde deve ser sedimentada na infância


                   
                          Estamos com saudades de você!
                 Faz tempo que você não lê nossos emails :
         Será que a correria tomou conta do seu dia a dia?


        O excesso de colesterol e de triglicérides deve receber atenção especial não só dos adultos. Pesquisa realizada no Hospital de Clínicas (HC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior de do Estado de São Paulo, constatou, de modo surpreendente,que 44% das pessoas com idade entre dois a dezenove anos possuem altos níveis de colesterol total e mais de 50% delas, taxa elevada de triglicerídeos.
A existência de colesterol é fundamental para o funcionamento normal das membranas celulares e para a fabricação de hormônios nos seres humanos. Mas a presença exagerada dessa substância no sangue cria placas nas paredes dos vasos, que chegam a ser rompidos em algumas situações.

Conforme dados do Sistema Único de Saúde (SUS), no Brasil, a doença do aparelho circulatório responde por 27% das mortes em todas as faixas etárias.
Segundo a prof. Dra. Eliana Cotta de Faria da Faculdade de Ciência Médicas (FCM) da Unicamp, líder da pesquisa, os responsáveis por essas taxas anormais no sangue e por outras diversas doenças, estão o estresse emocional, o sedentarismo, a predisposição genética, o medo da violência, o excesso de jogos de computador, as refeições de fest-food e as dietas ricas em açúcar, frituras e gorduras saturadas. Se a família optar por medidas pouco saudáveis de alimentação, as crianças também seguirão.

Eliana afirma que os jovens têm de ser orientado pelos familiares. ”As crianças não têm independência e não podem escolher sozinho o que vão comer. Então, os pais devem ter uma atitude em defesa da saúde, provê-las com alimentos variados, frutas, verduras, legumes, fibras e sucos naturais. Quando também há uma intervenção para que a criança passe a jogar bola, a andar de bicicleta, a tendência é melhorar”.
O crescimento das taxas de colesterol é assintomático em crianças, que geralmente não são afetadas por dificuldades sérias. Segundo os especialistas, entretanto, elas estarão propensas, no começo da fase adulto, a passar por distúrbios cardiovasculares e circulatórios.
Para manter o colesterol em níveis apropriados, sugere-se a prática de atividades físicas no mínimo três vezes por semana, a adoção de uma dieta saudável e, para os tabagistas, o fim hábito de fumar.
Correspondente: Advogado e Jornalista José Carlos Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...