quarta-feira, 27 de abril de 2016

Médico acusa governo do PT de ter "expulsado" médicos de Luzilândia

Sobre as acusações de que o governo do PT "expulsou" médicos e os impediu de trabalhar na cidade, o médico Geraldo Pinto não cita nenhum nome de dirigente, autoridade ou político estadual autor ou mentor de alguma perseguição
N
esta quarta-feira, (27), em entrevista concedida à Radio Vale do Parnaíba, da cidade de Luzilândia, o médico Geraldo Ribeiro Pinto (foto) acusou o governo do Estado do Piauí de ter "expulsado" médicos que trabalhavam na cidade no Hospital Gerson Castelo Branco por questões políticas.
 
Além dele próprio, que se considera uma vítima de perseguição "daqueles que detém o poder na cidade", Geraldo Pinto ainda envolve o nome do médico Vicente Sabóia Neto, também, segundo ele, uma das vítimas da "sanha" daqueles que (diz o médico com ênfase) "têm poder".
 
Ainda na entrevista, o médico Geraldo Pinto também faz uma acusação grave para o futuro, de que outros médicos recém-formados e filhos da terra que estarão chegando na cidade poderão também ser vítimas da mesma "sanha" (expressão usada por ele na entrevista) daqueles que "têm poder" na cidade.
 
Sobre as acusações de que o governo do PT "expulsou" médicos e os impediu de trabalhar na cidade, o médico Geraldo Pinto não cita nenhum nome de dirigente, autoridade ou político estadual autor ou mentor de alguma perseguição. No entanto, usou palavras fortes contra a atual direção do Hospital Gerson Castelo Branco, por se tratar de uma "pessoa de fora".
 
O médico Geraldo Pinto é sobrinho materno da deputada estadual Janainna Marques (PTB), atual secretária da Infraestrutura do Piauí, foi vereador do Município de Luzilândia e hoje presta serviços como médico da família na cidade de Santana, no vizinho Estado do Maranhão.



Fonte: JL/Ivo Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...