quarta-feira, 20 de abril de 2016

Mulheres prestam solidariedade a Dilma com rosas no Planalto

 
As manifestantes repudiam discurso de deputado que homenageou torturador de Dilma na ditadura

Cerca de 500 mulheres participaram, nessa terça-feira(19) de um ato chamado Abraçaço pela Democracia, na frente do Palácio do Planalto, em Brasília.


Mulheres e crianças levaram botões de rosas para homenagear e prestar solidariedade à presidenta Dilma Rousseff.
A advogada Cristina Moreira conta que a manifestação foi organizada de última hora pela internet e não está ligada à movimentos sociais.

De acordo com Cristina, o objetivo do grupo é apoiar Dilma, principalmente após o deputado Jair Bolsonaro(PSC/RJ) homenagear o torturador da ditadura militar Carlos Alberto Brilhante Ustra, durante o voto no processo impeachment.

“Não tanto pela derrota porque no plenário a gente poderia ganhar ou perder, mas pelos discursos muito machistas, misóginos. Aquela apologia à tortura que o Jair Bolsonoro fez, tudo aquilo foi revoltante e tudo isso motivou a gente vir aqui”, argumentou Cristina.

Dilma Rousseff recebeu um grupo de 14 mulheres dentro do Palácio. Elas leram um manifesto à presidenta. Para a surpresa dos presentes Dilma desceu a rampa e, separadas apenas pela grade, cumprimentou as manifestantes que gritavam palavras de ordem como “Fica Dilma, Fora Cunha”.

“E a gente veio aqui dar apoio a presidente, primeiro lugar como mulher e como presidente também. Essa flor significa o apoio que a gente dá dando pra Dilma porque a gente considera que ela foi violentada com o voto do Bolsonaro. Foi uma agressão absurda que todas nós nos sentimos agredidas junto a ela”, declarou uma das manifestantes.]

Ao se despedir das manifestantes, Dilma disse “Estou com a alma lavada” e voltou, sob aplausos, ao Palácio do Planalto.

Fonte: JL/EBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...