terça-feira, 19 de abril de 2016

Piauí registra 45 casos suspeitos de Influenza H1N1 com oito mortes

Todos os casos notificados seguem sob investigação, diz Sesapi.
Vacinação contra o H1N1 começa dia 30 de abril em todo o Piauí.

Do G1 PI
Dados da Sesapi mostram avanço do H1N1 (Foto: Divulgação/Sesapi)

Em todo o Piauí foram notificados 45 casos suspeitos de Influenza H1N1 e foram registrados oito óbitos, o que corresponde a 17,5% dos casos. Todas as notificações estão sob investigação e os dados, fechados nesta segunda-feira (18), são da Secretaria de Estado de Saúde. “Dos 45 casos notificados, 38 são residentes Piauí e sete provenientes do Maranhão, porém foram atendidos em nosso estado”, afirmou a coordenadora de Epidemiologia, Amélia Costa.

Quando se avalia os dados por sexo, os registros são de que 23 acometeram pessoas do sexo feminino e, 22, do sexo masculino. A divulgação dos números mostra que tem crescido a quantidade de casos notificados. No dia 11 de abril eram 28 casos suspeitos com dois óbitos.

“Embora o Estado do Piauí esteja em alerta epidemiológico, em virtude do crescente aumento do número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), causada principalmente pelo vírus Influenza H1N1 na região sudeste e sul do Brasil, até o momento não apresentou nenhum caso confirmado para o vírus”, disse.

Vacinação
A Secretaria de Estado da Saúde, seguindo recomendação do Ministério da Saúde, orientou aos municípios com casos suspeitos notificados da Influenza H1N1, que antecipassem o calendário de vacinação, mantendo o 30 de abril, como o Dia D de vacinação.

Ao todo, serão 732.193 doses a serem distribuídas para todos os municípios piauienses. A imunização é voltada para os grupos prioritários: crianças de seis meses a menores de 5 anos, gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, população indígena, bem como doentes crônicos com recomendação médica, pessoas com problemas respiratórios, cardíacos, com baixa imunidade, dentre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...