domingo, 17 de abril de 2016

‘Se a luta fosse contra a corrupção, Cunha não conduziria o processo’

Apesar de fazer oposição ao governo Dilma, o congressista também afirmou não acreditar que o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), vá otimizar gastos caso assume o comando do Palácio do Planalto em um eventual afastamento da presidente
 

O
deputado federal Ivan Valente (Psol-SP) voltou a criticar o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). De acordo com o parlamentar, "se a luta de fato fosse contra a corrupção não teríamos Cunha conduzindo o processo, nem o PMDB à frente do impeachment. Não ao golpe!"."Quem de fato combate a corrupção não aceita um governo Temer/Cunha, seria a vitória da impunidade, da corrupção e da velha política", disse ele no Twitter. "Eduardo Cunha macula e contamina todo esse processo com a sua ilegimidade, ele já devia ter saído da presidência da Câmara há muito tempo".
Apesar de fazer oposição ao governo Dilma, o congressista também afirmou não acreditar que o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), vá otimizar gastos caso assume o comando do Palácio do Planalto em um eventual afastamento da presidente.
"Com tantos cargos prometidos por Temer para perpetuar o golpe, há ainda quem acredite que ele vai enxugar a máquina administrativa", disse Valente. "O PSOL defende o ordenamento democrático. Somos oposição ao governo Dilma, mas não aceitamos esse golpe disfarçado", acrescentou.
Fonte: JL/247

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...