sábado, 4 de junho de 2016

Visita ao Rodoanel reaproxima Ciro e Wellington após impeachment

O senador Ciro Nogueira (PP) voltou a acompanhar o governador Wellington Dias em agendas administrativas no Estado. Neste sábado (4), os dois estiveram visitando as obras do Rodoanel de Teresina. O encontro era inesperado por causa do mal estar que havia ficado entre o partido de Ciro e o PT em virtude de o senador ter votado pelo afastamento da presidente Dilma Rousseff.
Confira também

O PP, inclusive, sofreu várias críticas de membros do PT que chegaram a defender que o governador se posicionasse sobre a postura de Ciro Nogueira. O recado de insatisfação foi dado à época pelo secretário de governo, Merlong Solano.

A visita ao Rodoanel mostra uma reaproximação dos dois partidos, que pode voltar ao que era antes, caso Ciro Nogueira decida recuar quanto ao seu voto no processo final do impeachment. O governador está trabalhando nos bastidores para que isso aconteça, já que acredita que o afastamento da presidente será revertido, como se posicionou hoje. Nenhum dos dois comentou o assunto.

A visita

Dias visitou o Rodoanel de Teresina no começo da manhã acompanhado dos secretários Guilhermano Pires (Transporte) e Merlong Solano (governo), além da vice-governadora Margarete Coelho. No local, o chefe do Executivo justificou o atraso em algumas obras de infraestrutura realizadas pelo governo. Segundo ele, o Estado não tinha condições de arcar com recursos sem antes contratar operações de crédito.

"Isso aconteceu por conta de uma complementação que o Estado não tinha condições de arcar e graças ao contrato com o Banco Mundial será permitido concluir essas obras", afirmou.

Com estrutura moderna, o projeto constitui na implantação e pavimentação asfáltica da rodovia de ligação no entroncamento das BRs 343 e 316 com 28,57 quilômetros de extensão, construção de uma ponte sobre o rio Poti, com 240 metros de extensão e 20 de largura; um viaduto ferroviário com 105 metros de comprimento e dois viadutos com 40 metros de comprimento sobre as interseções com as BRs 316 e 343. O objetivo é desafogar o fluxo de veículos pesados nas entradas da capital, reduzindo em 15 quilômetros as distâncias entre as duas BRs.

"A obra tem um cronograma que dá condições de poder inaugurar ainda este ano. A previsão é para outubro, mês do Piauí, mês para comemorar", disse o governador.

A construção foi iniciada em maio de 2012, mas em abril de 2014, por uma decisão judicial, foi embargada. Em 2015, o Governo do Estado retomou a obra orçada em R$ 97.100.864,55.

O secretário de transportes, Guilhermano Pires, garantiu agilidade em outras obras que estão em andamento na capital. "Existem hoje várias obras de mobilidade urbana na capital e interior do estado, como a ponte da Frei Srafim que está sendo interdidata aos finais de semana para que possam trabalhar nada. A previsão é que seja entregue até agosto deste ano", afirmou Guilhermano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...