sexta-feira, 15 de julho de 2016

Após ataque na França, Brasil decide rever plano de segurança das Olimpíadas

Em entrevista realizada no Palácio do Planalto, o ministro Sérgio Etchegoyen informou que o presidente interino Michel Temer convocou uma reunião para essa tarde com os ministros da Justiça, GSI e Defesa, mas reafirmou que o país está pronto para os jogos

U
m dia depois do atentado que matou pelo menos 84 pessoas em Nice, no sul da França, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen afirmou, nesta sexta-feira (15), que o plano de segurança para a Olimpíada no Rio terá uma "revisão" e que a população terá de trocar "um pouco de conforto por muita segurança".
Em entrevista realizada no Palácio do Planalto, o ministro informou que o presidente interino Michel Temer convocou uma reunião para essa tarde com os ministros da Justiça, GSI e Defesa, mas reafirmou que o país está pronto para os jogos. "Já estamos, desde então, os tres órgãos e os três ministros [das áreas de Defesa, Justiça e Inteligência] fazendo a revisão de todo o nosso dispositivo de segurança para que possamos identificar eventuais lacunas e fazer uma integração mais intensa nos três itens", declarou o o general Etchegoyen.
O ministro disse que um oficial da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) está a caminho da França para receber mais informações do serviço de inteligência local. "O primeiro grande ensinamento da tragédia de ontem é a simplicidade logística. Um caminhão não é uma arma. Não se trafica um caminhão. Não se atravessa a fronteira escondendo um caminhão. Enfim, foi usado como uma arma terrível", observou Etchegoyen. Ele disse que o momento é identificar lacunas no planejamento prévio, usando o acontecimento recente da França como exemplo.
Dentre as medidas mencionadas pelo general estão o aumento no número de postos de controle e de barreiras, além de restrições de trânsito. Etchegoyen disse ainda que o Brasil ainda não foi informado pela França se o atentado em Nice tem ligações com o Estado Islâmico. O trabalho de emergência a ser desenvolvido foi comparado por ele como uma espécie de "auditoria" do plano de segurança "para ver se sobra alguma lacuna que tenhamos negligenciado".



Fonte: JL/InfoMoney

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...