terça-feira, 19 de julho de 2016

Homem é flagrado ao fazer ligação clandestina na Zona Norte da capital

Eletrobras diz que cerca de 50% dos cortes feitos na região são religados.
Dívidas milionárias na estatal fez governo anunciar que Cepisa será leiloada.

Catarina Costa e Fernando BritoDo G1 PI
Eletrobras Piauí faz corte de energia em 9 mil casas na Zona Norte de Teresina (Foto: Catarina Costa/G1)

Durante uma operação realizada na manhã desta terça-feira (19), para fazer o corte de energia em mais de 9 mil residências, um homem foi flagrado enquanto tentava fazer uma ligação clandestina em um poste. O flagrante aconteceu no bairro Poti Velho, Zona Norte de Teresina. O homem foi conduzido até a sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Grego) onde prestou depoimento.
Eletricista clandestino foi flagrado usado espora de
cavalo (Foto: Catarina Costa/G1 PI)


De acordo com a Eletrobras, cerca de 50% dos cortes de energia que são feitos pela estatal na Zona Norte, são religados à revelia da companhia.

Conforme o diretor do setor de segurança patrimonial da distribuidora de energia, Carlos Petrônio, o homem que foi flagrado usava equipamentos de segurança como luvas, botas e alicate para poder fazer as ligações.

Além desses equipamentos, Carlos disse ainda que usava uma espora de cavalo para se segurar no poste. Ele disse que o uso do equipamento não é recomendado, uma vez que a pessoa pode se ferir caso haja uma descarga elétrica.

"Fazíamos rondas na região quando nos deparamos com o rapaz no poste fazendo a ligação. Como ele não concluiu o serviço, não será preso. O eletricista clandestino apenas foi intimado para ser ouvido no Greco e material utilizado apreendido", disse.

O diretor informou que os moradores não estavam em débito com a Eletrobras. Mesmo assim, o serviço solicitado só poderia ser feito por funcionários da distribuidora. Os moradores da casa em que o homem fazia a ligação preferiram não falar sobre o fato.

Técnicos da Eletrobras explicaram que normalmente as pessoas costumam contratar um eletricista clandestino para fazer a troca de fiação que possui algum problema, ou mesmo religar o fornecimento de energia à revelia da companhia.

A ação de cortes no fornecimento faz parte de um plano de recuperação de receitas da empresa e tem como alvo milhares de consumidores inadimplentes da capital.

Na segunda-feira (18), o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra, anunciou que a Companhia Energética do Piauí (Cepisa), que atualmente é controlada pela Eletrobras Piauí, será leiloada. Um dos motivos para a decisão teria sido os prejuízos milionários que enfrenta a companhia piauiense devido à inadimplência de usuários e de furtos de energia.

Furto de energia
No fim de semana, equipes da distribuidora de energia descobriram que seis apartamentos de um condomínio de luxo da Zona Leste de Teresina furtava energia. Conforme a companhia energética, estima-se que os apartamentos estavam ligados à revelia há pelo menos cinco anos.

A Eletrobras ainda contabiliza o valor em energia desviada pelos seis apartamentos durante o período em que esteve ligado.

Negociações de débitos
Até o dia 29 de julho, a Eletrobras negocia com consumidores que estão em débitos com a companhia. Para negociar as dívidas, a empresa oferece diversas condições de pagamento com descontos de até 100% nos juros, ou parcelamento de débitos que variam de R$ 200 a R$ 6 mil.

Todo o processo de negociação pode ser feito tanto no posto colocado no Parque Lagoas do Norte como também através do telefone 0800 086 0800.
Eletrobras montou operação para cortar energia de 9 mil casas na Zona Norte (Foto: Catarina Costa/G1 PI)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...