quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Desfile cívico em Teresina tem "Fora Temer" em frente a palanque do Governo

Apesar de comparecer em menor número, o público elogiou a organização e a sincronia com que as tropas desfilaram pela Av. Marechal Castelo Branco

O desfile cívico do Dia da Independência foi marcado por manifestação em defesa da democracia. Cerca de 40 militantes de partidos e apoiadores do movimento contra o presidente Michel Temer se reuniram em frente à Câmara Municipal de Teresina, onde se encontrava o palanque com autoridades, dentre eles a vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho e o secretário de Segurando do Estado, Fábio Abreu.
Fotos: Elias Fontinele/O Dia
Gritando palavras de ordem como “Fora Temer” e “Golpista”, os manifestantes pediam respeito à democracia e novas eleições. A militante do PSOL, Ana Cristina da Silva Veras, destacou que os brasileiros precisam ficar atentos ao que está acontecendo no Brasil e não se deixar enganar. 
“Estamos vivendo um momento onde está sendo tirada a democracia da mão dos brasileiros e precisamos fazer com que o povo entenda que esse Impeachment foi um golpe na nossa democracia. Queremos que a população perceba que isso aqui é um teatro, no qual as pessoas querem dizer que está tudo bem, mas está apenas para a elite, porque a população de um modo geral está sofrendo muito e vai sofrer ainda mais”, falou.
Ela ainda citou que o novo presidente, Michel Temer, está implantando medidas que prejudica a qualidade da prestação de serviços públicos à população, como a PEC 241, que reduz os recursos da Educação e Saúde para os próximos 20 anos. “Isso é um absurdo e descaso com o povo, além de outras coisas que esse governo vem fazendo. Não nos sentimos representados por um presidente que não foi escolhido pelo povo, e o que deveria ser feito agora era, no mínimo, a ‘Diretas Já’”, finalizou Ana Cristina. 
Apesar do público menor, desfile cívico é elogiado pelos teresinenses
O desfile cívico em comemoração ao 7 de setembro fechou a Avenida Marechal Castelo Branco na manhã de hoje e foi bastante elogiado pelo público, principalmente no quesito organização e sincronia. Embora o número de pessoas assistindo à apresentação este ano tenha sido visivelmente menor que nos anos anteriores, o que não faltou foi animação.
O desfile foi aberto pela tropa da Cavalaria e a Equoterapia da Polícia Militar. Quem desfilou neste primeiro grupamento foi o menino Alessandro Oliveira, 9 anos. Este é o segundo ano dele na passagem das tropas e, apesar da ansiedade, o menino diz que está muito feliz e que espera fazer parte nos próximos anos. “É bom fazer parte da Cavalaria e muito bom também fazer parte do evento”.
Alessandro estava acompanhado da avó, a senhora Maria da Cruz Oliveira, que veio ver o desfile e prestigiar o neto pela primeira vez. “Eu estou muito orgulhosa. É tudo muito organizado e é maravilhoso ver meu neto participando também”, diz a senhora.
Alguns assistiram ao desfile pela primeira vez e revelaram o encantamento de ver as tropas desfilando ao som das marchas entoadas pelas bandas cívicas. É o caso da consultora de vendas Sandra Martins. Sandra diz que achou o desfile bonito e interessante, mas destacou que a sincronia entre os grupamentos poderia melhorar. “Deixou um pouco a desejar na organização dos componentes. Tem muitos buracos, eles ficam muito espaçados”, disse a senhora.
Mas a falha vista por Sandra passou totalmente despercebida aos olhos do menino Arthur Brito, 10 anos. Também assistindo ao desfile pela primeira vez, ele conta que o que mais lhe chamou a atenção foram as marchas tocadas pelas bandas cívicas. “Está tudo muito bonito e os pelotões são bem organizados”.
Quem também esteve pela primeira vez conferindo o desfile do 7 de setembro foi a dona de casa Rosilene Pires da Silva. Para ela, a beleza da passagem das tropas está nas vestimentas. Os trajes militares é que chamam sua atenção. Seu marido, o gari Marcos Vinícius Rodrigues, que já esteve em desfiles anteriores, assim com várias pessoas, elogiou a organização do evento e lamentou apenas que o público não tenha comparecido tão em peso como aconteceu em anos anteriores. Para ele, no entanto, isso não foi suficiente para diminuir a beleza e a grandiosidade do desfile.
                   
A vice-governadora Margarete Coelho representou o governador Wellington Dias no desfile cívico
PM não faz estimativa de público
Em conversa com a reportagem de O Dia, o coronel Paulo de Tarso, que é um dos comandantes de policiamento da Capital e atua na organização do desfile cívico, evitou dar estimativas de público. “Isso nós vamos fazer quando o evento encerrar, mas até o momento tudo corre dentro do esperado”, afirma o coronel.
Por: Maria Clara Estrêla com informações de Isabela Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...