terça-feira, 13 de setembro de 2016

Procon fiscaliza bancos em greve no PI após denúncia de falta de dinheiro

Greve completa uma semana nesta terça-feira (13) e ainda não há acordo.
Na semana passada, três agências foram autuadas durante fiscalização.

Karynne KatiuziaDo G1 PI
Fiscalização do Procon nos bancos (Foto: Karynne Katiuzia/G1)

Fiscais do Serviço de Proteção ao Consumidor (Procon) percorreram algumas agências bancárias no Centro de Teresina na manhã desta terça-feira (13) após receber uma série de denúncias de clientes. Com a greve dos bancários, que completa hoje uma semana, o público denunciou a falta de envelopes para depósito e dinheiro nos terminais eletrônicos.

Na semana passada, pelo menos três agências foram autuadas pelo órgão fiscalizador. A multa varia de R$ 400 mil a R$ 6 milhões. Os fiscais também estão checando se os bancos funcionam com no mínimo 30% dos bancários. Na segunda-feira (12), a Justiça do Trabalho no Piauí, determinou que esse percentual fosse cumprido durante a greve atendendo a uma liminar da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí (OAB-PI).

Odaly Medeiros, vice-presidente do Sindicatos do Bancários do Piauí, diz que o percentual de 30% está sendo cumprido. “Há agências que chegam a até 40% de funcionários trabalhando. Quanto à falta de dinheiro pode ser problema do próprio banco ou mesmo de abastecimento. Estranhamos a fiscalização, mas respeitamos”, falou.

“A fiscalização tem surtido efeito porque os bancos estão com o atendimento normal dentro do que é previsto numa situação de greve”, falou Arimatea Arêa Leão, fiscal do Procon-PI.

Em greve desde o dia 6 de setembro, os bancários reivindicam aumento de 15%, o que representa a reposição da inflação e mais um ganho de real de 5%. A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) apresentou proposta de reajuste de 7% de reajuste salarial e mais abono de R$ 3,3 mil, mas os termos foram recusados pela categoria. O impasse continua e uma nova rodada de negociação está marcada para às 14 horas desta terça-feira (13) em São Paulo.

De acordo com balanço do comando dos grevistas, 11.531 agências e 48 centros administrativos tiveram as atividades paralisadas na segunda-feira (12). Segundo o Banco Central, o país tem 22.676 agências bancárias instaladas.

Longas filas
Com setes dias de greve, muitos clientes em Teresina têm recorrido às casas lotéricas e correspondentes bancários e enfrentado longas filas.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lembra que os clientes podem usar os caixas eletrônicos para agendamento e pagamento de contas (desde que não vencidas), saques, depósitos, emissão de folhas de cheques, transferências e saques de benefícios sociais.

Nos correspondentes bancários (postos dos Correios, casas lotéricas e supermercados), é possível também pagar contas e faturas de concessionárias de serviços públicos, sacar dinheiro e benefícios e fazer depósitos, entre outros serviços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...