sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Definida empresa que vai explorar água e esgoto em Teresina

Definida empresa que vai explorar sistema de água e esgoto em Teresina

A
Comissão de Licitação junto com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou a concessionária contemplada para a subconcessão dos serviços da Águas e Esgotos de Teresina S/A (Agespisa) em Teresina. A Agea Saneamento e Participações S/A foi a vencedora do processo de licitação dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgoto sanitário, na área urbana da capital. A ordem de serviço deve ser assinada até o fim do ano.

Foram objetos de análise o termo de referência, o edital, a errata ao cadernos e as propostas das licitantes. As empresas apresentaram seus respectivos planejamentos econômico-financeiros, o cronograma de investimentos, os demonstrativos de custos, despesas e resultados, além do fluxo de gasto.
“Na verdade, esse resultado que a FGV subsidiou para a elaboração do relatório da Comissão de Licitação é um resultado que atende tanto às regras do edital, que é um edital de técnica e preço, como ao propósito do governo, que é contratar uma empresa que tenha capacidade técnica, qualificação física e tenha também condição de investir”, explica a superintendente de Parcerias e Concessões (Suparc), Viviane Moura.
Ainda de acordo com a superintendente a empresa deve começar a opera em fevereiro, por causa do período de transição onde a empresa fica a par de tudo e começa a trabalhar. O objetivo é melhorar o abastecimento de água em todo o estado. “Para se escolher a empresa ela teve que atender uma série de medidas, de metas que vai ter que cumprir, de investimentos predefinidos para que o consumidor tenha a garantia da prestação de serviços recebido com qualidade”, contou.
Em relação aos funcionários da Agespisa, ela informou que os servidores serão cedidos para a Emgerpi e em seguida devem ser realocados em órgãos do governo. “Isso foi uma proposta do governo em conversa com o próprio pessoal do sindicato e a ideia é que eles sejam locados no próprio Instituto de Águas que vai ser um órgão fiscalizador, até mesmo pelo conhecimento deles. Eles vão acompanhar o trabalho tanto na capital como no interior”, finalizou.


Fonte: JL/G1PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...