quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Docentes do IFPI iniciam greve e vão se unir a estudantes em ocupações

Movimento grevista deve se estender até o dia 13 de dezembro.
PEC 55 e reforma do ensino médio são as pautas dos professores.



Beto MarquesDo G1 PI
Professores do IFPI greveram por mais de 100 dias em 2015 (Foto: Divulgação/Sindifpi)

Os mais de 1 mil professores do Instituto Federal do Piauí (IFPI) iniciaram movimento grevista na manhã desta quarta-feira (16). As aulas devem ser afetadas em 17 campi em todo o território piauiense. A intenção dos professores é se unir aos estudantes que ocupam os campi pelo estado.

A greve foi iniciada no dia de retorno às aulas, após período de férias. Para a coordenadora geral do Sindicato dos Docentes do Ifpi (Sindifpi), Patrícia Andrade, a adesão foi de mais de 90%. No entanto, a assessoria de imprensa do Instituto, informou ao G1 que o movimento paredista não afetou as aulas dos mais de 24 mil estudantes.

“A adesão, somente nesta manhã, já está em mais de 90%, somente no campus Central do Ifpi. Vamos percorrer todo o estado, mobilizando os professores e se unindo aos estudantes que estão ocupando os campi Teresina Sul, em Picos e São Raimundo Nonato. No final de semana teremos um balanço preciso do movimento”, destacou a coordenadora geral do Sindifpi.

O movimento dos professores do IFPI se insere num cenário nacional contra a PEC 55 (ex-241), em tramitação no Senado Federal, que prevê o congelamento do orçamento da Saúde, Educação e dos serviços públicos mais básicos por 20 anos. Os docentes também protestam contra a Medida Provisória 746, que, segundo eles “promove o desmonte do Ensino Médio”

Diferentemente das outras greves, essa deve durar apenas um mês, seguindo até o dia 13 de dezembro. Por volta deste período será conhecido o resultado da tramitação da PEC, ou seja, seja ela aprovada ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...