segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Enem 2016 divulga gabarito na quarta; veja próximas etapas

Divulgação das notas será no dia 19 de janeiro. Candidatos afetados por ocupações farão provas em dezembro.

Por G1
Caderno de provas do primeiro dia do Enem 2016 (Foto: G1 )



O gabarito do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgado na próxima quarta-feira (9), segundo divulgou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O Enem 2016 foi aplicado neste sábado (5) e domingo (6) em todo o país – exceto aos estudantes que fariam a prova nas escolas que estão ocupadas em protesto contra a reforma do ensino médio (veja mais informações abaixo).


O gabarito oficial será divulgado na página do Inep. As provas tiveram correção extraoficial no G1 (clique para ver a correção e o gabarito extraoficial das provas do sábado e do domingo).


Veja como foi a cobertura em tempo real


Nesta segunda (7), o G1 terá um programa, às 13h, em que professores vão comentar as 10 questões mais polêmicas do exame.




Próximas etapas




Após a divulgação do gabarito, os candidatos devem esperar a divulgação das notas, que será feita em 19 de janeiro.
GIF mostra a abertura dos portões do segundo dia do Enem 2016 na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo (Foto: Flavio Moraes/G1)


Nos dias 3 e 4 de dezembro farão o exame os cerca de 271 mil candidatos que não puderam prestar a prova neste final de semana porque seus locais de prova seriam escolas que estão ocupadas.


O Enem deixou de ser aplicado em 405 locais por conta de ocupações em protesto à proposta de reforma do ensino médio e à emenda à Constituição (PEC) que institui um teto de gastos para a União. Dois outros locais de prova também tiveram problemas por conta de uma mensagem enviada por engano pelo MEC adiando o exame para dezembro. Os locais de provas de dezembro devem sair na próxima semana.
Aviso do Inep confirma adiamento do Enem 2016 para participante. (Foto: Reprodução/G1)


Ainda não foi divulgada a data de abertura das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que considera as notas do Enem para distribuição de vagas em universidades públicas.


Além da seleção de vagas em universidades públicas, o Enem é obrigatório para estudantes de escolas públicas interessados em bolsas de estudo parciais ou integrais em universidades particulares por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni), em bolsas de intercâmbio pelo Ciência sem Fronteiras e para universitários que querem financiar um curso superior por meio do Fies.




Presos, eliminados e abstenções




Onze pessoas foram presas neste domingo (6) em duas operações realizadas em 8 estados para combater fraudes contra o Enem. O delegado da Polícia Federal Franco Perazzoni disse que todos os presos foram flagrados usando ponto eletrônico. Entretanto, não soube informar quantos estavam fazendo a prova e quantos passavam o gabarito.

Candidato de 34 anos do Enem é preso em flagrante por usar ponto eletrônico, em Fortaleza (Foto: Divulgação/PF)


De acordo com o Inep, a abstenção foi de 30%, seguindo a média da série histórica do exame, e 768 candidatos foram eliminados por irregularidades.


Entre os candidatos eliminados, 641 foram por “descumprimento de regras gerais”. Entre os motivos estão descumprimento da regra que exige uso de caneta transparente ou atraso. O uso de detector de metais eliminou 120 candidatos. Sete inscritos foram eliminados por se recusar a fazer o teste de biometria.


Em quatro anos de edição, este foi o segundo menor índice de eliminados. O menor foi em 2015, quando 740 estudantes foram proibidos de fazer a prova. O maior foi em 2013, com 1.522 eliminados.
Candidata chegou em cima da hora no primeiro dia do Enem 2016 em Cuiabá, e precisou passar por baixo do portão (Foto: Lislaine dos Anjos/G1)




Zoeira nas redes




Como sempre, o Enem foi um dos tópicos mais comentados no Twitter durante o final de semana. Internautas usaram hashtags para dar "dicas" de última hora para a prova, fazer piada sobre candidatos atrasados e os temas do exame, além de comemorar o fim da maratona de provas.


Veja os principais memes do sábado e do domingo.
Candidatos saíram do Enem 2016 e foram direto para o Twitter fazer piadas sobre as provas (Foto: Reprodução/Twitter)


No sábado, também houve quem tentou emplacar denúncias falsas sobre possíveis fraudes relacionadas ao vazamento do Enem. No Facebook, uma página publicou o que seria uma transmissão ao vivo da prova em uma universidade em Minas Gerais. A prova filmada, no entanto, era do ano passado. Em nota, o Inep confirmou que a prova é do Enem 2015.




Prova do sábado




A prova do primeiro dia foi considerada difícil por professores ouvidos pelo G1. Entre os temas que apareceram nas questões de ciências humanas estão Hamlet, Descartes, crise dos refugiados e a xenofobia na Hungria, a evolução da vida no campo, o apartheid na África do Sul e a escritora brasileira Ana Cristina Cesar; em ciências da natureza, a composição do spray de pimenta, a cosmologia de Platão, diabetes e fezes de cachorro apareceram nas questões.


PRIMEIRO DIA: CORREÇÃO EXTRAOFICIAL
PRIMEIRO DIA: VEJA TODAS AS QUESTÕES
PRIMEIRO DIA: FOTOS

Na Uninove, em São Paulo, jovens montaram camarote para ver atrasados no Enem (Foto: Flavio Moraes/G1)




Prova do domingo




O segundo dia de provas do Enem teve questões de matemática seguindo a tendência dos vestibulares e português considerado fácil, de acordo com professores ouvidos pelo G1.


Em linguagensapareceram questões sobre o consumismo, a conscientização de doar sangue e o uso do celular no trânsito. Em matemática, estudantes encontraram o mosquito Aedes aegypti duas vezes entre as 45 questões. Uma delas citou o Liraa, programa de pesquisa do governo que busca o índice de contaminação do mosquito nas casas.


SEGUNDO DIA: CORREÇÃO EXTRAOFICIAL
SEGUNDO DIA: VEJA TODAS AS QUESTÕES
SEGUNDO DIA: FOTOS

Candidatos saíram do Enem 2016 e foram direto para o Twitter fazer piadas sobre as provas (Foto: Reprodução/Twitter)




Tema da redação




O tema da redação aplicada no segundo dia de provas foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”. A prova trouxe textos de apoio que abordavam a laicidade do Estado, os limites da liberdade de expressão e destacou as religiões que, no Brasil, são as que mais sofrem violência com base na intolerância.

O perfil oficial do MEC no Facebook também divulgou o tema da redação do Enem 2016; prova abordou a intolerância religiosa no Brasil (Foto: Reprodução/Facebook)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...