quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Mais de 15 mil pessoas já baixaram aplicativo que denuncia crimes no PI

Em menos de um ano que foi lançado, a polícia já recebeu 5.500 denúncias.
Novidade é que denunciante agora pode enviar fotos e vídeos de crimes.

Ellyo TeixeiraDo G1 PI
Aplicativo Depre (Foto: Fernando Brito/G1)

Lançado em março de 2016, o aplicativo DEPRE DH, que tem o objetivo de receber denúncias sobre pontos de venda de drogas, informações sobre homicidas, foragidos da justiça, porte ilegal de arma de fogo e assaltantes, já foi baixado por 15.867 pessoas e recebeu 5.500 denúncias.

De acordo com o delegado Menandro Pedro, coordenador da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), tudo que chega é apurado e que a ferramenta tem sido muito importante e ajudado nas apreensões de drogas e prisões de criminosos.

"É uma ferramenta importantíssima para o combate às drogas e realizações de prisões no estado. Cada vez mais percebemos que a sociedade está ajudando a polícia, baixando o aplicativo e denunciando. Já realizamos várias operações e muitas pessoas foram presas após denúncias da própria população”, contou.

A novidade é que o aplicativo passa a receber fotografias e vídeos de um possível crime. “A população pode enviar imagens que tudo será devidamente investigado e caso seja constatado o crime nossas equipes irão agir”, relatou Menandro.
Segurança cria aplicativo de combate a vingança
pornô (Foto: Reprodução)

Vazow
Outra ferramenta da Polícia Civil piauiense, o “Vazow”, que tem como objetivo auxiliar vítimas que tiveram conteúdo íntimo postado na internet (conhecido como reveng porn) registrou mais de 2.946 downloads.

Segundo um dos desenvolvedores o aplicativo, delegado Alessandro Barreto, do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil do Piauí, de certa forma, ajuda a minimizar os danos causados a uma pessoa que teve as imagens íntimas indevidamente publicadas na internet.

“Esse aplicativo não é para receber denúncias, mas para ajudar vítimas que tiveram imagens intimas publicaras em algum local da web. O Vazow” possui uma coleção detalhada de procedimentos e outras orientações, com foco especial na exclusão de conteúdo íntimo divulgado em redes sociais e sites diversos. O aplicativo contém dicas de prevenção, legislação relacionada ao assunto e as formas de denunciar e excluir o conteúdo da internet. Um dos procedimentos, por exemplo, é como excluir a URL (Endereço de um conteúdo disponível em uma rede), dessa forma o vídeo ou foto não ficará mais disponível na net”, explicou Barreto.

O “Vazow” está disponível para sistema Android. Para baixar acesse Play Store; no campo busca, digite “Vazow”; localize e selecione a imagem do app e clique em instalar. Por enquanto, apenas aparelhos com sistema Android poderão baixar o “Vazow”, mas em breve aparelhos com sistema IOS também poderão usar o aplicativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...