segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Piauí registra aumento de 33% em números de latrocínio, diz anuário

Os números foram registrados no décimo anuário divulgado este mês.
No ano passado, o Piauí registrou 1,8 casos de estupro e tentativa por dia.

O décimo Anuário de Segurança Pública divulgado este mês fez comparação dos investimentos com as taxas de homicídio, que caíram 11% em um ano. Apesar disso, cresceram os crimes de roubo e estupro. O aumento também foi registrado nos casos de latrocínio, roubos seguidos de mortes, que aumentaram em 33% no estado.

O clima de insegurança atinge, principalmente, os bairros mais afastados e as cidades do estado com menos infraestrutura. Observando os números do anuário é fácil entender o motivo do clima de medo que se instaura. No ano passado, o Piauí registrou 1,8 casos de estupro e tentativa de estupro por dia. Uma média de 12 veículos são roubados ou furtados por dia no estado.

“Em relação ao crime de estupro, nós tivemos um aumento, mas isso se deve a questão de subnotificações que existiam em anos anteriores. Nós tivemos toda uma rede de proteção a mulher, criamos delegacia de feminicídio na Zona Sul, criamos um plantão de gênero que tem muitos registros e isso vem fortalecendo a mulher e a encorajando para a denúncia. Então essa questão do aumento é previsível na gestão, quando você melhora a qualidade do atendimento a pessoa vitima se sente mais segura e procura a polícia para fazer a denúncia”, disse o delegado geral Riedel Batista.

Nas últimas semanas, vários casos no estado chamaram atenção pelo nível de violência. Um carro forte e vários caixas eletrônicos foram explodidos por bandidos. Uma loja de ferragens foi assaltada por bandidos que renderam todos os funcionários e atiraram na cabeça de uma funcionária, que continua internada em estado grave.

Divulgado recentemente, o anuário de segurança pública mostrou que o Piauí tem o menor gasto do país com segurança. O estado gasta por habitante R$71,00, enquanto que nenhum outro estado investe menos que R$ 160 por pessoa. A Secretaria de Segurança garante que investimentos estão sendo feitos na área e que a tendência é que os números da violência diminuam.

“Passar de investimento na faixa de 284% a mais, significa que tivemos a capacidade de ter como gerir recursos que foram direcionados para algumas áreas. Dentro dessas áreas nós observamos o retorno como, por exemplo, na formação e especialização dos profissionais que foi uma área investida este ano”, explicou o secretário Fábio Abreu.

Para especialista em segurança a sensação de medo da população é provocada por vários fatores. “Acontece que no Brasil temos uma política de enfrentamento da criminalidade que gera uma guerra de todos contra todos. A polícia que mais mata e que é também a que mais morre”, explicou Arnaldo Eugênio, especialista em segurança.





Do G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...