sábado, 17 de dezembro de 2016

MPF elabora plano para pedir prisão de prefeitos e ex-prefeitos do Piauí

Um dos ex-prefeitos do Piauí já sofreu 12 condenações pela Justiça Federal e nos próximos meses de 2017 deverá ser preso. As penas somam quase 30 anos de prisão

C
om o sucesso, aceitação e aprovação da Operação Lava Jato por toda a sociedade brasileira, o Ministério Público Federal (MPF) agora elabora um plano de investigação e pedido de prisão contra prefeitos, prefeitas e ex-prefeitos e ex-prefeitas em todo o país. Além das denúncias, inúmeros gestores e ex-gestores poderão ser presos por corrupção, lavagem de dinheiro, falsidade documental e ideológica, desvio de recursos fedarais, peculato e apropriação indébita.
 
O Ministério Público, através de uma força tarefa nos moldes da Lava Jato, concluiu que os crimes praticados por esses gestores públicos têm um alcance estratosféricos de recursos desviados, o que demonstra enriquecimento ilícito com o dinheiro público.
 
Em todo o Brasil, são mais de 15 mil prefeitos e ex-prefeitos investigados e já denunciados por corrupção e diversos outros crimes praticados com o uso do dinheiro público. As áreas de Educação, Saúde e Saneamento Básico são as que mais sofreram com o desvio do dinheiro público para fomentar enriquecimento seu causa.
 
No Piauí, em um levantamento superficial, são aproximadamente 200 prefeitos, prefeitas, ex-prefeitos e ex-prefeitas, contadores(as) e outros(as) gestores públicos que estão sendo investigados, denunciados e outros já condenados, com muito deles cumprindo penas de prisão.
 
Além das ações penais em curso e com trânsito julgado, todos eles respondem por Improbidade Administrativa e devem perder o patrimônio adquirido por enriquecimento ilícito, ou seja, com o dinheiro público.
 
Um dos ex-prefeitos do Piauí já sofreu 12 condenações pela Justiça Federal e nos próximos meses de 2017 deverá ser preso. As penas desse ex-prefeito, que governou um município do sul do Estado, somam aproximadamente 30 anos de prisão.


Fonte: JL/Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...