segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Renan recusa apelo de Temer para suspender lei de abuso de autoridade

POLÊMICA

Por meio de Temer, Cármen Lúcia pediu que as discussões fossem interrompidas para evitar indisposição ainda maior entre os Podere
 
 
A
presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, fez um apelo ao presidente Michel Temer para que ele interviesse no projeto que torna crime o abuso de autoridade de juízes e membros do Ministério Público. Segundo a ministra, se o projeto continuar em discussão ou for votado, será instaurada uma crise com consequências imprevisíveis entre os Poderes.
PUB
De acordo com publicação do Globo, Temer procurou o presidente do Senado, Renan Calheiros, no mesmo dia para repassar a mensagem, mas Renan avisou que não voltará atrás.
"O senador Renan Calheiros e alguns parlamentares, aos quais transmiti esse apelo, apresentaram fortes argumentos para que a matéria não fosse retirada da pauta. Eu tinha dito a eles que endossava totalmente as preocupações da presidente Cármen Lúcia. Mas eles, em função de seus argumentos, mantiveram-se irredutíveis", explicou o presidente.
O presidente disse ainda que respeita os argumentos e a decisão de Renan.
"Por temperamento, não tenho por hábito constranger ninguém. Como presidente da República é imperioso que eu respeite as decisões e a independência de outros Poderes. Aliás, essa também foi a preocupação da ministra Cármen Lúcia ao fazer esse apelo. Sendo assim, tive a cautela de não insistir no assunto."
Fonte: JL/Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...