terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

CARNAVAL TRAGÉDIA NA BR-135: Após família morrer carbonizada, mais 4 perdem a vida

Duas mulheres e duas crianças morreram após carro bater em árvore. Novo acidente fatal aconteceu próximo do local onde família foi carbonizada


Três dias depois de quatro pessoas da mesma família morrerem carbonizadas após um acidente em Cristalândia do Piauí, a 900 km de Teresina, mais quatro pessoas perderam a vida nesta terça-feira (28) após um carro sair da pista, na BR-135, e bater contra uma árvore. A Polícia Militar confirmou que as vítimas são duas mulheres e duas crianças.

“A informação que temos é que uma condutora tentou uma ultrapassagem e bateu na árvore. Duas mulheres e duas crianças morreram. A Polícia Militar e o Samu estiveram no local e um homem foi retirado das ferragens com vida”, disse o major Hortêncio, da PM em Corrente.

É o segundo acidente com morte no mesmo trecho da BR em menos de uma semana. No dia 25, um carro com placa de Cristalina de Goiás (GO) colidiu contra um caminhão-tanque na BR-135, por volta das 20h, em Cristalândia. Os veículos pegaram fogo e os quatro passageiros do carro morreram carbonizados, uma família com os pais e duas crianças de 9 e 13 anos.
Local onde carro bateu contra uma árvore na BR-135, em Cristalândia do Piauí (Foto: Alessandro Guerra/reporteralessandroguerra.com)

Liberação dos corpos
Os restos mortais da família morta carbonizada durante colisão entre um carro e um caminhão-tanque continuam sendo mantidos no Instituto de Medicina Legal (IML) de Teresina. Parentes das vítimas estiveram no local nessa segunda-feira (27), mas não conseguiram a liberação por falta de material para a realização do exame de DNA.

Segundo o diretor do IML, Janiel Guedes, os exames de DNA não são feitos há um ano no estado por falta de pagamento para a empresa que fornecia os kits de coleta. Ainda na tentativa de liberação dos corpos, os familiares procuraram o governo do estado e foram informados pelo diretor do IML que serão colhidos materiais genéticos dos parentes e das vítimas, mas o resultado dos exames de DNA não tem previsão de entrega.

"Como os corpos dos pais e das duas crianças foram carbonizados, as digitais e arcadas dentárias ficaram destruídas. Apenas um exame de DNA pode confirmar a identificação das vítimas", comentou o diretor.

Fonte: JL/G1PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...