terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Prefeituras do PI devem cerca de R$ 30 milhões em contas de energia

Levantamento da Eletrobras apontou que 170 prefeituras estão em débito. Companhia tem convocado os novos prefeitos para negociações

U
m novo levantamento feito pela Eletrobras Piauí constatou que 170 prefeituras do Piauí estão em débito com as contas de energia elétrica. A inadimplência chega a R$ 30 milhões e para resolver o problema, a companhia vem convocando os novos prefeitos para negociações.

A gerente de atendimento ao consumidor da Eletrobras, Patrícia Araújo, explicou que quem aceitar parcelar o débito, sai automaticamente da lista do corte de luz ou tem o fornecimento de energia restabelecido. Até agora, menos de 20% das prefeituras compareceram na Eletrobras para negociar a dívida.
"Quem nos procura, através de um calendário prévio, com data e horário marcado, a informação é encaminhada a APPM [Associação Piauiense de Municípios], que também tem nos ajudado a convocar estas prefeituras para uma negociação. Há limite de parcelamento, que pode ser dividido em 180 vezes, conforme o tamanho do débito", comentou.
A negociação começou ainda em dezembro do ano passado e não tem nada para ser encerrada. O município de Monsenhor Gil, localizado a 56 km de Teresina, foi um dos inadimplentes que teve a energia cortada por conta do débito de mais de R$ 1 milhão. A prefeitura e outros prédios públicos estão parcialmente sem uso porque não há condições de trabalhar.
"A situação aqui é muito grave, delicada. Na própria prefeitura não temos energia, como a maioria dos prédios públicos, na verdade os únicos onde o fornecimento segue mantido é na secretaria de educação e saúde, declarou o prefeito de Monsenhor Gil, João Luiz Carvalho da Silva (PSD).



Fonte: JL/G1PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...