sábado, 11 de março de 2017

Brasileiros pagaram em 2016 quase R$ 2 bi por energia que não usaram

Cobrança indevida se refere à energia de Angra 3, que só virá em 2019. Aneel vai devolver valor em forma de reajustes menores nas contas

U
ma cobrança indevida nas contas de luz custou a todos nós, brasileiros, quase R$ 2 bilhões em 2016.

Ao longo de 2016, o consumidor pagou por uma energia que não usou. Na conta mensal, uma parte do valor foi para garantir os custos da energia que viria da usina nuclear de Angra 3.
Como mostrou o Jornal Hoje, com exclusividade, os consumidores de todo o país pagaram R$ 1,8 bilhão por uma energia que ainda não está disponível.  Angra 3 não vai entrar em funcionamento antes do segundo semestre de 2019.
O presidente do Instituto de Cidadania de Formosa, em Goiás, Geraldo Lobo, questionou a cobrança na Justiça.
Nesta sexta-feira (10), a Aneel, Agência Nacional de Energia Elétrica, reconheceu a falha e responsabilizou a CCEE, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, que é quem informa qual energia de reserva pode ser usada.
“Essa CCEE já havia encaminhado essa previsão, identificou essa dúvida, perguntou e a Aneel disse que não é para incluir esse valor. Não deve ser pago para Angra. E aí a CCEE acabou não retificando essa informação e, ao incluir o valor, esse valor estava entre outros diversos itens da conta de energia de reserva. Ele acabou sendo incluído de uma maneira indevida”, explicou Romeu Rufino, diretor-geral da Aneel.
Em nota, a CCEE afirmou que não enviou dados errados à Aneel e que não tem qualquer participação nos processos tarifários das distribuidoras, que são de inteira responsabilidade da agência.
O certo é que para consumidor não importa de quem é a responsabiliadade. A Aneel se comprometeu a devolver o dinheiro pago a mais pelos consumidores. Esse acerto vai ser feito ao longo de 2017.
A Aneel informou que vai autorizar reajustes menores quando for feita a revisão das tarifas de cada distribuidora. Vai descontar até 1,2 ponto percentual do reajuste a ser repassado para a conta de energia.



Fonte: JL/Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...