quinta-feira, 9 de março de 2017

Polícia prende dois homens suspeitos de participação na morte de PM no PI

Um dos presos teria colhido e repassado todas as informações aos outros.
O outro ajudou na fuga após a troca de tiros com o PM, diz delegado.

Ellyo TeixeiraDo G1 PI
Um dos suspeitos presos pela polícia (Foto: Ellyo Teixeira/G1)

As policiais Civil e Militar prenderam nesta quinta-feira (9) dois suspeitos de participação na morte do cabo Valdir Mendonça do Vale, de 43 anos, que tentou evitar o assalto de uma clínica na Zona Leste de Teresina. Segundo o delegado Francisco Costa, o Barêtta, titular da Delegacia de Homicídios, um dos presos teria colhido e repassado todas as informações aos outros criminosos e o segundo ajudou na fuga da dupla após a troca de tiros. Antes deles, uma adolescente foi aprendida suspeita de passar informações para os assaltantes.


“Um dos presos é mototaxista e irmão da adolescente apreendida nesta quarta-feira (8) também por repassar informações privilegiadas ao bando. O outro preso ajudou na fuga do bandido que ficou baleado após a troca de tiros com o policial militar. Nós fizemos uma acareação entre os presos e ficou claro a participação de todos no crime”, disse Barêtta.

Moto amarela do suspeito era usada para assaltos,
segundo polícia (Foto: Ellyo Teixeira/G1)

Ainda segundo o delegado, outros dois suspeitos continuam foragidos, inclusive um deles é o que atirou e foi baleado. “Os dois que estavam na moto e anunciaram o assalto estão sendo procurados. Um deles, que atirou e matou o cabo Valdir, foi baleado na perna. Após ser atingido, o suspeito foi levado pelos comparsas para a casa de uma tia, onde recebeu os primeiros atendimentos de uma enfermeira que não sabia de nada. Ele não foi um hospital porque sabia que ia ser preso”, relatou.

A polícia fez buscas na casa da tia e encontrou, em um córrego próximo a residência, roupas e gases sujas de sangue usadas pelo suspeito. “Nós encontramos esse material para nãos deixar dúvidas da participação desse rapaz no crime. Agora é questão de tempo para prender todo o grupo. Para a polícia o crime está totalmente elucidado.”, finalizou.

Suspeitos usaram mototaxi
O delegado revelou que os suspeitos usaram um mototaxi, que foi apreendida, e um carro comprado com documentos falsos para cometer o crime. Segundo ele, o alvo dos assaltantes era o funcionário da clínica que voltava do banco com uma grande quantidade de dinheiro na mochila, quando foi abordado pelos criminosos.

Crime
O cabo Valdir Mendonça do Vale, de 43 anos, foi assassinado após troca de tiros com os suspeitos de assaltar o tesoureiro de uma clínica. De acordo com a Polícia Civil, o policial teria presenciado o assalto e perseguiu os assaltantes. Ao chegar na Avenida Jóquei Clube atirou na perna de um dos suspeitos, mas foi atingido por dois tiros e morreu a caminho do hospital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...