segunda-feira, 27 de março de 2017

Preso é morto e corpo jogado em tambor de lixo em presídio no Piauí

Morte só foi descoberta por agentes durante a manhã desta segunda (27).
Esse é o terceiro assassinato morte somente este ano no mesmo presídio.

Patrícia AndradeDo G1 PI
Instituto Médico Legal (IML) fez a remoção do corpo da Casa de Custódia (Foto: Sinpoljuspi/Divulgação)

Um preso identificado como Lenilson Pereira da Silva, 27 anos, foi morto dentro da Casa de Custódia de Teresina na madrugada desta segunda-feira (27). De acordo com o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), o crime só foi descoberto durante a manhã, após o corpo ser encontrado coberto por lençóis dentro de um tambor de lixo.. Esse é o terceiro assassinato somente este ano no mesmo presídio.

Conforme a Secretaria Estadual de Justiça (Sejus), Lenilson Pereira estava preso por homicídio na cela 16 do pavilhão G e também havia sido indiciado por participar da morte do detento Tiago da Silva Araújo, que ocorreu em setembro do ano passado.
Corpo do detento foi encontrado em
tambor de lixo (Foto: Sinpoljuspi/Divulgação)

“Provavelmente assassinaram ele na madrugada e, na tentativa de apagar qualquer indício que levasse aos autores do crime, esconderam o corpo no tambor do lixo, uma forma de despistar. Os agentes encontraram o corpo nessa manhã”, falou Kleiton Holanda, vice-presidente do Sinpoljuspi.

A Casa de Custódia de Teresina é uma das maiores unidades prisionais do estado. Com capacidade para cerca de 330, o presídio mantém atualmente mais de 980 presos custodiados, quase o triplo. A superlotação é um dos fatores denunciados pelos agentes penitenciários como um dos agravantes nos crimes cometidos entre os próprios presos.

“A situação é mais delicada a cada dia no sistema prisional do estado. Estamos assistindo a evolução da criminalidade e nós agentes ficamos à mercê disso tudo. Em estados com população carcerária maior não se morre tanto preso por aqui. Já são seis mortes somente esse ano, média de uma a cada 15 dias”, alertou Kleiton.

A Delegacia de Homicídios e o Instituto de Medicina Legal (IML) foram acionados para iniciar os procedimentos periciais e investigações sobre o caso. Segundo o Sinpoljuspi, um exame preliminar apontou que o preso teve o pescoço quebrado.

Em nota, a Secretaria de Justiça do Piauí disse que uma equipe de assistência social está providenciando contato e auxílio aos familiares do detento. Um procedimento administrativo e uma sindicância foram abertos na Custódia e na Sejus para apurar o ocorrido.

Outras mortes
No dia 3 de fevereiro, um preso foi encontrado morto, pendurado e com hematomas pelo corpo. O detento identificado como Ítallo Messias Araújo Carvalho dividia a cela com mais seis presos.

Outro assassinato ocorreu no dia 17 de janeiro, quando um detento identificado como Rosenberg Silva Costa, de 29 anos, foi estrangulado dentro de uma das celas da Casa de Custódia de Teresina e o corpo jogado no pavilhão C da unidade.

Em todo o estado já são seis mortes violentas registradas contra detentos somente esse ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...