terça-feira, 23 de maio de 2017

CRISE FHC: 'Se não tiver defesa aceitável, tem obrigação de renunciar'

FHC afirmou que o Brasil vive um 'momento de anomia'
Oex-presidente Fernando Henrique Cardoso acredita que a situação do presidente Michel Temer é “embaraçosa” e, se ele não tiver condições de se defender, deve renunciar. “Se ficar evidenciado que ele não tem defesa aceitável (...), aí ele tem obrigação moral de renunciar pra abrir espaço pra construir um futuro”, afirmou FHC em entrevista ao programa “Canal Livre”, da Band, transmitida no início da madrugada dessa segunda-feira (22).
Questionado sobre o que faria se estivesse no lugar do presidente Michel Temer, FHC disse: “A essa altura, eu estaria considerando o futuro do Brasil e pensando bem: será que eu tenho condições de governar?”.
Entretanto, ele disse que as transcrições da conversa que o presidente teve, em março, no Palácio do Jaburu, com o empresário Joesley Batista, da JBS, não são “taxativas”. “Acho que o presidente Temer foi sincero quando ele falou (nos dois pronunciamentos que deu após o estouro da crise), mas não explica tudo”, afirmou. O tucano salientou que o presidente deve ter o direito de defesa respeitado para que apresente suas explicações.
FHC afirmou que o Brasil vive um “momento de anomia” – estado que se caracteriza pela ausência de regras – e que é preciso “botar ordem na casa”. “Há falta de sentido de organização e autoridade. Em toda parte”, disse.
“De repente, o Ministério Público autoriza que um empresário ponha um microfone para pegar um presidente da República. Não é uma coisa banal. Por outro lado, você ouve as delações, algumas conversas são impublicáveis. Por outro lado, tem um ministro (do STF, Edson Fachin) que suspende um senador (Aécio Neves, PSDB-MG). Não estou julgando, mas estou dando elementos para dizer que está faltando ordem na casa”, disse FHC.
Fonte: JL/OTempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...