terça-feira, 6 de junho de 2017

Segundo suspeito de matar taxista com 15 facadas é preso no litoral do Piauí

Adolescente de 15 anos já apreendido detalhou como aconteceu o crime e implicou suspeito preso nesta segunda-feira (5)
Policiais da Delegacia de Homicídios de Parnaíba prenderam no início da tarde desta segunda-feira (5) um jovem de 18 anos suspeitos de participação no assassinato do taxista Francisco Bernevaldo de Sousa, 72 anos, morto a facadas durante uma tentativa de assalto na Avenida São Sebastião, Bairro Pindorama.

O homem foi a segunda pessoa capturada pela polícia por suspeitas de envolvimento no crime. No dia 25 de maio um adolescente de 15 anos já tinha sido apreendido. De acordo com o delegado Eduardo Aquino, diferente do menor, o jovem nega participação na morte.

“O suspeito de 15 anos confessou em depoimento que participou do assassinato. Ele contou todos os detalhes e colocou esse jovem na cena do crime, confirmando o que a polícia já tinha coletado durante as investigações. Esse segundo preso aparece em imagens de câmeras de segurança próximas ao local onde ocorreu o crime, mesmo assim ele nega envolvimento, mas a polícia não tem dúvida”, disse.
Ainda segundo o delegado, o suspeito de 18 anos foi o primeiro a anunciar o assalto e render a vítima. “O jovem imobilizou o taxista segurando por trás em seu pescoço e o menor o ajudou. A vítima teria reagido e sofreu 15 facadas”, detalhou. Na época da primeira apreensão, o primeiro suspeito relatou que o celular da vítima tinha sido vendido no mesmo dia do crime e apontou o comprador.

“O adolescente disse onde eles venderam o celular e a pessoa que comprou. Eles venderam no mesmo dia do crime para um lanterneiro pelo valor de R$ 550. O comprador também foi ouvido e o liberamos, já que ele conseguiu provar que comprou sem má fé, ou seja, o valor era quase igual ao de mercado e ele desconhecia que o aparelho se tratava de roubo”, explicou Aquino.


Fonte: JL/G1PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Justiça determina que ações de campanha eleitoral que favoreçam aglomerações devem ser evitadas

  Justiça determina que ações de campanha eleitoral que favoreçam aglomerações devem ser evitadas  Estão proibidos os atos de camp...