quarta-feira, 13 de setembro de 2017

JULGAMENTO - Supremo decide manter Janot à frente dos processos contra Temer

Luís Roberto Barroso, em viagem, e Gilmar Mendes, ausente, não participaram da sessão

 Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) julgaram, nesta quarta-feira (13), o pedido do presidente Michel Temer para impedir o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de atuar nos processos envolvendo o chefe de Estado em crimes de corrupção, propina e organização crimonosa.
 
Dos membros do STF, 09 (nove) ministros pela permanência de Janot para processar Temer: Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Celson de Mello e Cármem Lúcia.
 
Luís Roberto Barroso, em viagem, e Gilmar Mendes, ausente, não participaram da sessão.
 
O pedido foi encaminhado ao plenário pelo relator da matéria, ministro Edson Fachin, que também decidiu submeter ao colegiado a solicitação dos advogados de Temer para suspender o andamento de eventual nova denúncia oferecida pelo procurador-geral, até que sejam analisadas supostas irregularidades no acordo de colaboração premiada de executivos do grupo J&F. O STF decidiu os dois casos: primeiro, manter Janot à frente dos processos; segundo, julgar improcedente qualquer suspensão de andamento de eventual denúncia contra Temer.
 

Fonte: JL/Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...