quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Escola desativada no Piauí chega a consumir R$ 2 mil de energia por mês

O vereador Marcos Tadeu, de Cabeceiras do Piauí, denunciou durante sessão ordinária na Câmara Municipal do município que uma escola desativada há três anos tem consumido de forma estranha energia elétrica.

O parlamentar chamou a atenção do prefeito José Joaquim e pediu a intervenção do poder legislativo para que se possa fazer uma investigação dobre pagamentos abusivos e injustificados.

“Há quase um ano o prefeito vem fazendo pagamentos de valores considerados absurdos, sendo uma delas localizada na escola da localidade Água Fria. Lá, ele chegou pagar conta de R$ 2.439,88 de energia, chegando ser a maior conta de energia apresentada no mês de dezembro de 2016, mês que as escolas nem estavam em funcionamento”, denuncia o vereador, acrescentando que esta escola que está desativada a mais de três anos.

“Valores altos como estes vêm se repetindo frequentemente, pois no mês de maio deste ano foi pago uma conta de R$ 1.050,53. Acredito que está havendo distribuição ilegal de energia neste local”, completou o vereador, solicitando que o poder legislativo que aceite o seu pedido de investigação do caso.

O 180 tentou contato com o secretário de comunicação do município e o chefe de gabinete, mas eles não atenderam as ligações. O espaço está aberto para esclarecimentos.




Fonte: Longah

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...