domingo, 23 de setembro de 2018

POLÍTICA Polarização leva eleitores a querer resolver parada no 1º turno

Para a jornalista Tereza Cruvinel, em disputas entre extremos os eleitores, dos dois lados, tendem a querer resolver a parada no primeiro turno. "E, embora Haddad ainda possa crescer mais, convertendo votos de Lula ou conquistando eleitores, o tempo não o favorece neste jogo de antecipação", acredita

jornalista Tereza Cruvinel afirmou avaliou neste sábado, 22, o quadro de polarização das eleições presidenciais brasileiras. "A polarização chegou esta semana e assustou, embora fadada a acontecer quando fosse definido o substituto de Lula, o favorito barrado pela Justiça. Para o IBOPE, Bolsonaro chegou a 28% e Fernando Haddad firmou-se no segundo lugar com 17%", afirma Tereza. 

"O petista cresceu menos, segundo o Datafolha, mas isso não conteve o pavor dos que consideram igualmente nefastas tanto a volta do PT como a vitória da extrema direita Enquanto isso, Bolsonaro é que continua crescendo sem fazer campanha, e isso é que devia nos apavorar", acrescenta. 
Para a jornalista, em disputas entre extremos os eleitores, dos dois lados, tendem a querer resolver a parada no primeiro turno. "E, embora Haddad ainda possa crescer mais, convertendo votos de Lula ou conquistando eleitores, o tempo não o favorece neste jogo de antecipação", acredita. 
 

Fonte: JL/JB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...