sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Datafolha: Bolsonaro cresce 3 pontos e chega a 35%; Haddad tem 22%

Ciro Gomes (PDT), com 11%, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 8%, continuam empatados tecnicamente em terceiro lugar. Marina Silva tem 4%
Por João Pedroso de Campos
access_time4 out 2018, 20h50 - Publicado em 4 out 2018, 19h53
Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), candidatos à Presidência da República (Valéria Gonçalvez/Estadão Conteúdo - André Penner/AP)

O Datafolha divulgou na noite desta quinta-feira, 4, uma nova pesquisa eleitoral com as intenções de voto na disputa pela Presidência da República. Líder da corrida presidencial no primeiro turno, Jair Bolsonaro (PSL) passou de 32% para 35% da preferência do eleitorado, 13 pontos a mais que o segundo colocado, Fernando Haddad (PT), que foi de 21% para 22%.
Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) continuam empatados em terceiro lugar dentro da margem de erro, que é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. Ciro se manteve com 11% e Alckmin oscilou negativamente um ponto, de 9% para 8%.
Marina Silva (Rede) tem 4%, João Amoêdo (Novo), 3%; Henrique Meirelles (MDB) e Alvaro Dias (Podemos), 2%; e Cabo Daciolo (Patriota), 1%; Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL), José Maria Eymael (DC) e Vera Lúcia (PSTU) não pontuaram. Brancos e nulos somam 6% e indecisos, 5%.
Encomendada pelo jornal Folha de S. Paulo e a TV Globo, a nova pesquisa Datafolha entrevistou 10.178 eleitores, distribuídos em 387 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal, entre os dias 3 e 4 de outubro. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-02581/2018. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.
Votos válidos
Considerando apenas as intenções de voto válido, quando são excluídos votos brancos, nulos e indecisos, Jair Bolsonaro tem 39%; Fernando Haddad, 25%; Ciro Gomes, 13%; Geraldo Alckmin, 9%; Marina Silva, 4%; João Amoêdo, 3%; Henrique Meirelles e Alvaro Dias, 2% cada; Cabo Daciolo e Guilherme Boulos, 1% cada. Vera Lúcia, João Goulart Filho e Eymael não pontuam.
Apenas os votos válidos são considerados para definir o vencedor de uma eleição. Se um candidato conseguir mais da metade dos votos válidos no primeiro turno, é eleito sem a necessidade de segundo turno.
Fonte: veja.abril.com.br/politica/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...