quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Fim do Ministério do Trabalho é questionado no Supremo Tribunal

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) vão para o Ministério da Economia de Paulo Guedes
 
A
Federação Nacional dos Advogados (Fenadv) entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal questionando o fim Ministério do Trabalho. A ação visa reverter os efeitos da Medida Provisória 870 editada por Bolsonaro (PSL).
O MTE teve as atribuições divididas entre outros ministérios.
O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) vão para o Ministério da Economia de Paulo Guedes.
O registro de sindicatos passa para o Ministério da Justiça de Sérgio Moro.
Pela argumentação da ação, a divisão das atribuições representa um conflito de interesses grave, porque desequilibra o “trabalho frente ao capital”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dia 5 de agosto iniciam os festejos da Padroeira de Cocal - PI

  Os festejos da cidade de Cocal iniciam dia 05 e se prolongará até o dia 15 de agosto com encerramento de uma procissão em homenagem à Padr...