terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Oposição diz que Wellington Dias mente com reforma da Previdencia


A tentativa do governo do estado de enfiar de goela abaixo a proposta da Reforma da Previdência com prejuízos incalculáveis aos servidores públicos, caiu por terra ao ser embargado pela Justiça até segunda ordem. Mesmo votando maciçamente contra a reforma apresentada pelo governo Bolsonaro, o fisiologismo dos petistas impõem as mesmas regras para o Piauí.
Ao defender prazo maior para discussão da PEC da Previdência dos servidores estaduais, o deputado Gustavo Neiva (PSB), que é líder da oposição na Assembleia Legislativa, disse que é “mentira” o argumento do governo de que a reforma se dá para adequações às novas regras previdenciárias aprovadas pelo Congresso Nacional. 
“É mentira, o governo [do Piauí] já se adaptou. Wellington Dias foi quem ensinou ao Bolsonaro a alíquota de 14%, porque 14% nós já praticamos desde 2016. A criação da Previdência Complementar, o Piauí já criou. A reforma do Piauí é muito mais danosa, ela afeta muito mais os servidores públicos que a reforma federal”, afirma. 
Momento da revolta dos servidores

Crédito; TV Nils

Servidores protestam contra reforma da Previdência como está

As regras para reajuste da alíquota de contribuição cobrada dos servidores públicos foram estabelecidas pelo governo federal, por meio de portaria. At 31 de julho de 2020, estados e municípios terão de comprovar aumento da alíquota em até 14% e deve ser seguida por todos os entes com déficit atuarial nas contas previdenciárias.  
Ou estabelecem 14% ou adotam o modelo da União, que é progressivo, com contribuições que variam de 7,5% a 22%, a depender do salário do servidor. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...