sexta-feira, 10 de julho de 2020

Líder das vítimas da barragem de Algodões, Corcino Medeiros, morre de Covid-19

Professor Corcino Medeiros dos Santos, presidente da AVABA
O presidente da Associação das Vítimas da Barragem Algodões, Corcino Medeiros Santos, morreu nesta quinta-feira (9), vítimas de Covid-19.
Corcino tinha 89 anos e há algumas semanas lutava contra a doença em hospital de Teresina. Em nota, a Associação lamentou a morte do presidente. "O mesmo foi vítima do vírus mortal que assola nossa sociedade. Infelizmente não resistindo e nos deixando".
Seu Corcino, como era conhecido, era um líder e esteve à frente da luta das centenas de famílias vítimas do rompimento da barragem de Algodões. A tragédia aconteceu em 2009 e somente neste ano o pagamento de indenização foi concluído, graças às batalhas judiciais da Associação. 
O professor doutor Corcino é reconhecido em todo Estado, principalmente entre os Cocalenses, devido à importância que teve na garantia dos direitos das vítimas do rompimento. 
A morte de Corcino gerou comoção na cidade Cocal. Nas redes sociais muitas homenagens estão sendo feitas em memória do presidente da Associação. 
Foto: arquivo pessoal
Na manhã de hoje, sob forte emoção, a população de  Cocal  fez um cortejo da entrada da cidade até o cemitério do município. 
O livro Algodões I: personagens de uma tragédia, dos autores Graciane Sousa e Josiel Martins, com orientação da mestra Sônia Mariah Carvalho, destacou a luta de Corcino para fazer justiça às inúmeras vítimas do rompimento da barragem. 
Cenário devastado do leito do Rio Pirangi
No livro o presidente da Associação lembrou da tragédia. 
“Você ver pela televisão notícias de desastres é uma coisa, porém, senti-la dentro do furacão é outra completamente diferente. Ainda hoje temos pesadelos morrendo na água, pois vivenciamos algo que marcou nossas vidas”, lembrou Corcino acrescentando: “Você não leva nada desse mundo. Quando você está morrendo não lembra absolutamente de nada, nem daquilo que está perdendo. A única coisa que você procura é salvar a sua própria vida e das pessoas que você ama”.
Sobre Corcino
Corcino Medeiros dos Santos nasceu no Estado de Minas Gerais, e aos 13 anos migrou para São Paulo. Até os 16 anos era semianalfabeto. Depois, concluiu o curso de História Econômica e História Administrativa do Brasil e de Geografia Humana do Brasil. Em 1960 fez curso de especialização na Universidade de São Paulo. 
Na época da ditadura militar chegou a ser denunciado como comunista. Em 1972, o professor concluiu doutorado e foi estudar em Portugal e Angola, retornando ao Brasil para defender sua tese de doutorado intitulada ‘O Comércio do Porto do Rio de Janeiro com o de Lisboa, 1763-1808’. Corcino ainda participou da implantação do programa de Pós-Graduação em História na Universidade de Brasília (UnB), em 1975, sendo autor de diversos livros e artigos. 
Sua história de ligação com o Piauí começa ao conhecer Marlene em Brasília – que havia saído de Cocal, cidade natal, para ser diarista na capital do Brasil – no ano de 2004. Dois anos depois, o casal estabelece raízes familiares no Estado do Piauí, junto com sua filha Maiara na localidade Angico Branco. -Trecho do livro de Algodões I: personagens de uma tragédia 

O deputado estadual Marden Menezes (PSDB), autor do título de cidadão piauiense ao professor Corcino, se manifestou sobre a morte do líder. O parlamentar destacou que tinha uma relação de  amizade, respeito e consideração com o presidente da Avaba.
"Tive a honra de ser o autor do título que lhe concedeu a cidadania piauiense e de ter estado ao seu lado durante todos os passos, manifestações e atos em prol das famílias cocalenses, na busca por Justiça. 
Todo o seu trabalho não foi em vão[...] Toda aquela angústia, das pessoas que perderam o que tinham, foi canalizada pelo senhor Corcino, um homem já de idade, como motivação para não descansar até que a Justiça ao seu alcance, pudesse ser concretizada.  Descanse em paz meu amigo. Que Deus conforte Dona Marlene, seus filhos e todo o povo bom da cidade de Cocal, onde o senhor deixou uma história, que será lembrada para sempre e já está marcada, na História do Piauí", declarou o deputado.
 Edição: tropical noticias
Izabella Pimentel
izabella@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Justiça determina que ações de campanha eleitoral que favoreçam aglomerações devem ser evitadas

  Justiça determina que ações de campanha eleitoral que favoreçam aglomerações devem ser evitadas  Estão proibidos os atos de camp...