segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

HOMEM É GRAVADO SUPOSTAMENTE USANDO MULHERES PARA BURLAR A LEI EM COCAL DOS ALVES – PI

    Em Cocal dos Alves, cidade situada a 280 quilômetros de Teresina, no norte do Piauí, um homem foi GRAVADO confessando usar mulheres para enganar a Justiça.

    O presidente do PT de Cocal dos Alves supostamente usou três mulheres como “laranjas” para burlar a lei e eleger 8 vereadores.

    No áudio, obtido com exclusividade pelo Portal Fiscal do Povo, o prefeito reeleito em Cocal dos Alves, Osmar Vieira, presidente do PT naquele município, sem saber que estava sendo gravado disse que três mulheres seriam usadas como candidatas apenas para dar validade à chapa que concorreria nas eleições 2020 para a Câmara Municipal.

    Segundo ele, as candidaturas das três mulheres não tinham como objetivo a vitória das mesmas, pois elas estavam apenas sendo usadas para compor a cota de gênero exigida pela Justiça Eleitoral.

    De acordo com a lei, os dirigentes de partidos políticos devem INCENTIVAR as mulheres a participar da política, mas não apenas colocá-las como candidaturas para compor a cota, pois isto se configura como “candidaturas laranjas”. A Lei determina que deve haver incentivo e apoio à participação efetiva das mulheres nas decisões políticas.

    Na prática, a Lei exige que 30% das candidaturas sejam de gênero diverso. Mas usar mulheres apenas para compor essa percentagem, sem que elas sejam estimuladas a participar efetivamente da campanha, é crime e motivo de cassação de toda a chapa eleita. Se a lei for aplicada em Cocal dos Alves, todos os 8 vereadores atuais do PT poderão perder seus mandatos e a Câmara ficar 100% no poder da oposição. Oposição essa que hoje conta com apenas UMA das 9 cadeiras do legislativo municipal.

    Em Cocal dos Alves, apenas dois partidos disputaram as eleições do ano passado: foi o PT contra o REPUBLICANOS. O PT, de Osmar Vieira, lançou ao todo 12 candidatos, sendo apenas 4 mulheres, exatamente o limite mínimo de 30% exigido por lei (o que ajuda a confirmar as palavras do próprio Osmar Vieira de que as três mulheres teriam sido USADAS apenas para isso). E desses 12 candidatos, apenas uma mulher foi eleita e EXATAMENTE TRÊS MULHERES, não por coincidência, não se elegeram e tiveram votações extremamente inferiores à votação da única mulher que se elegeu (Liliane Brito), e extremamente inferiores também à votação do candidato mais bem votado da sigla, com 563 votos. (mais um forte indício a reforçar que aquilo que foi dito pelo prefeito no áudio realmente ocorreu).

Comparação entre as votações das candidatas supostamente "laranjas" e a votação da candidata supostamente escolhida para concorrer de fato.

    Enquanto as candidatas Fabiana Miranda e Elenice Cardoso obtiveram cada uma apenas 12 votos e a candidata Socorro Aguiar apenas 67 votos, a candidata Liliane Brito, citada no áudio como a única escolhida para concorrer de fato, conseguiu 319 votos e foi eleita; o que se configura em mais uma possível prova de que aquilo que Osmar Vieira disse no áudio realmente se cumpriu: que havia na chapa três mulheres que seriam apenas “laranjas”, para se elegerem 7 homens do partido, além da candidata Liliane Brito, única mulher que foi realmente incentivada pela sigla. No áudio completo, há ainda mais coisas, tão absurdas quanto essa e que serão abordadas neste portal em breve. É um verdadeiro ESCÂNDALO contra as leis e contra o povo de Cocal dos Alves.

Uma (dos 8 vereadores do PT) supostamente beneficiária de candidaturas "laranjas" em Cocal dos Alves - PI

    E esse escândalo das candidaturas supostamente "laranjas" não pára por aí. Pois no meio de toda essa suposta falcatrua existe ainda um fator possivelmente muito agravante: Osmar Vieira, mesmo com a intenção de lançar as três candidatas apenas para preencher a “cota feminina”, o que já é um desrespeito às mulheres e uma ilegalidade, ainda transferiu quase 2.400 reais com verbas públicas para as três candidaturas, ou seja, um agravante de uma suposta ilegalidade cínica que jamais deveria ser aceita pelo Poder Judiciário local.

    Vejam os recursos do Fundo Especial, com impostos dos brasileiros, destinados às três candidatas supostamente "laranjas":

Doações com dinheiro público para candidata Fabiana Miranda (PT) - Cocal dos Alves/PI
Doações com dinheiro público para candidata Elenice Cardoso (PT) - Cocal dos Alves/PI

 
Doações com dinheiro público para candidata Socorro Aguiar (PT) - Cocal dos Alves/PI     Fonte: Portal Fiscal do Povo. Edição: Tropical Noticias
   
F

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cristiano Brito nasceu para ser médico

                                                                      Dr. Cristiano Brito Melo Em nossa cidade Cocal é tão difícil entender ...